No final da tarde da última quarta-feira, 25, a Polícia Civil de Tocantinópolis, Aguiarnóplis e Palmeiras, deflagrou uma ação conjunta de combate à criminalidade a qual resultou na prisão de Jardel Batista de Jesus, 22 anos. Ele é suspeito de ser o principal autor de praticar inúmeros furtos qualificados a residências, em Tocantinópolis e foi capturado, mediante cumprimento de mandado de prisão preventiva, expedido pelo Juízo Criminal da Comarca.

A Operação, denominada “Missão Impossível, SQN!!!” foi comandada pelo Delegado Regional Tiago Daniel com o apoio dos delegados Teofábio Alves Siqueira, Rodrigo Karlic e Vladimir Bezerra de Oliveira e contou com a participação de 20 policiais civis, além do apoio de técnicos de defesa social da Cadeia Publica de Tocantinópolis.

Conforme o delegado regional, Jardel ficou preso por dois anos entre 2015 e 2016, pela prática de mais de 15 furtos a residências no ano de 2014 e,  assim que saiu da cadeia, voltou a praticar o crime de furto qualificado pelo arrombamento e escalada em residências, levando dinheiro, jóias, celulares e aparelhos eletrônicos. Desta forma, ele é apontado como o responsável por mais de 15 furtos em residências ocorridos, nos últimos 12 meses em Tocantinópolis.

Para prender Jardel foi feito um grande cerco na área de mata que rodeia sua casa, localizada no povoado Ribeirãozinho. Porém, ao perceber a aproximação dos policiais civis, o homem conseguiu escapar.

Todavia, os policiais civis intensificaram as buscas e Jardel foi localizado em uma casa de palha no meio da mata e, ao ser abordado, além de não obedecer à ordem de se deitar para ser algemado, resistiu à prisão e entrou em luta corporal com o delegado regional, no sentido de lhe tomar a arma.

 Entretanto, além de não conseguir desarmar o delegado, Jardel foi imobilizado por este e em seguida algemado pelos policiais que participavam da Operação.

 Desta forma, além do mandado de prisão, Jardel foi preso em flagrante pelos crimes de desobediência, resistência e posse irregular de munição que foi encontrada em seu esconderijo. Na Delegacia ele confessou realmente ter praticado pelo menos 15 furtos em residências nos últimos 12 meses em Tocantinópolis.

Depois da lavratura do auto de prisão em flagrante, Jardel foi encaminhado à carceragem da Cadeia Pública de Tocantinópolis onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário.

Comentários do Facebook