O Departamento de Trânsito do Tocantins (Detran) suspendeu o credenciamento de dez autoescolas no estado. As empresas estão sendo investigadas em um procedimento disciplinar por inconsistências nos documentos apresentados durante o credenciamento de 2017.

A investigação foi publicada no Diário Oficial e tem 60 dias para ser concluída, podendo prorrogada pelo mesmo período. Ao ser questionado sobre as ‘inconsistências’, o Detran respondeu apenas que se tratam de documentos apresentados à Gerência de Atendimento, Credenciamento e Controle, que foram exigidos para o recredenciamento 2017.

As empresas ficam em Araguatins, Augustinópolis, Filadélfia, Tocantinópolis, Formoso do Araguaia e São Miguel do Tocantins, além de duas em Palmas e Araguaína.

Sobre a situação dos alunos que estão tirando a Carteira Nacional de Habilitação nas empresas descredenciadas de forma cautelar, o Detran disse que ainda está discutindo o assunto, mas os usuários não serão prejudicados.

As autoescolas suspensas são:

Assunção Filho – Araguaína;

Centro de Formação de Condutores de Veículos Araguaína Eireli – Araguaína;

Torres & Santos – Araguatins;

Autoescola Bico do Papagaio – Augustinópolis;

Autoescola Filadélfia – Filadélfia;

Hamilton Melo Santos & CIA – Tocantinópolis;

AR Cavalcante – Formoso do Araguaia;

Tereza A. dos Santos (Autoescola Tocantins) – Palmas;

Autoescola Radar – Palmas;

Antônio Augusto de Sousa & Filho (Autoescola do Bico) – São Miguel do Tocantins.

Outro lado

A Autoescola Bico do papagaio informou que está regularizando os documentos junto ao Detran.

A empresa Antônio Augusto de Sousa e Filho, Autoescola do Bico, informou que está em busca dos documentos que precisam ser regularizados.

O responsável pela empresa Hamilton Melo Santos & CIA disse que vai entrar com liminar na Justiça para que as atividades da autoescola não sejam suspensas.

As demais autoescolas não se manifestaram ou não atenderam as ligações. (G1)

Comentários do Facebook