Artesãos da região extremo-norte do Tocantins, no Bico do Papagaio, estão iniciando, com apoio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Turismo e Cultura (Seden), uma articulação com foco no associativismo. Os diálogos em torno da criação da associação  de artesãos  tiveram início no Fórum de Desenvolvimento Econômico do Tocantins, realizado  em Araguatins que aconteceu na quinta e sexta-feira, 19 e 20 de outubro.

“Aqui não tem a associação dos artesãos da região, então a Secretaria,  em reunião com os agentes locais, propôs a criação como estrategia de fortalecer a atividade e ampliar a geração de renda a partir do artesanato. A proposta foi aceita e os artesãos  começaram imediatamente a se articular para  efetivar a criação. A Seden dará todo o suporte técnico”, enfatizou a diretora de Patrimônio Histórico e Artístico da Seden, Alline Alves.

A cultura como alternativa de desenvolvimento econômico é parte dos debates empreendidos no Fórum, que visa fortalecer a economia dos municípios. “A gestão cultural e a economia criativa” é tema de workshop’s que reúnem responsáveis municipais de cultura de cada região onde o Fórum está sendo realizado. Na ocasião, são discutidas as iniciativas e oportunidades das regiões na área da cultura.

Em Guaraí, o Fórum também foi espaço para exposição do artesanato produzido nas cidades do Bico do Papagaio. Peças em crochê, cerâmica, babaçu, buriti, dentre outras matérias-primas, estiveram expostas para divulgação e comercialização ao logo do evento. A exposição é uma iniciativa da Superintendência de Desenvolvimento da Cultura da Seden com o propósito de dar oportunidade aos artesãos de apresentar seu trabalho.

As peças artesanais à base de elementos naturais do Bico do Papagaio também foram destaque em um desfile promovido para exposição de colares e pulseiras feitas de sementes diversas. As peças encantaram o público do Fórum de Desenvolvimento Econômico na noite desta quinta-feira.

Comentários do Facebook