Palmas

A taxa de ocupação hospitalar de pacientes com suspeita ou confirmados para Covid-19 é de 59,7% em Palmas, a menor registrada desde o dia 20 de julho, conforme o Boletim Epidemiológico nº 167 publicado nesta quarta-feira, 02. Na Capital, 141 pessoas encontram-se internadas por Covid-19, das quais 85 (60,3%) são residentes de Palmas e 56 (39,7%) de outras cidades/estados. No dia 20 de julho, a taxa de ocupação era de 53,7%, e desde então vinha se mantendo sempre acima de 60%, chegando a 84,8% no dia 13 de agosto, maior taxa de ocupação desde o início da pandemia em Palmas.

Os leitos clínicos públicos e privados estão 49,6% ocupados. Já os leitos de UTI públicos e privados têm 72% de ocupação. Quanto aos leitos de estabilização instalados nas Unidades de Pronto Atendimento (UPA), a taxa de ocupação é de 50% na UPA Norte, e 100% dos leitos da UPA Sul estavam disponíveis até o fechamento do boletim.

Novos casos

Após a última rotina de testes, que realizou exames em 400 pessoas, a Capital teve 104 novos diagnósticos para o novo coronavírus, dos quais 50 são mulheres e 54 são homens. A cidade agora contabiliza 12.590 casos acumulados da doença, sendo que 6.448 pacientes estão recuperados, 5.995 cumprem isolamento domiciliar e 54 estão internados.

Palmas registra, desde o início da pandemia, 52.484 notificações para síndromes gripais, sendo que 14.991 diagnósticos foram descartados para o novo coronavírus.

O Boletim Epidemiológico desta quarta informa dois novos óbitos ocasionados por complicações decorrentes da Covid-19, totalizando 93 mortes pela doença, com taxa de letalidade mantendo-se em 0,7%, a menor do Tocantins. Os pacientes eram homens, tinham 46 e 50 anos e não possuíam comorbidades declaradas.

A respeito do total de testes realizados, a Vigilância Epidemiológica informa que o Laboratório Municipal de Palmas testou 261 pacientes (43 confirmados), o Laboratório Central do Estado (Lacen-TO) fez 93 testes (29 positivos) e a rede privada e as farmácias testaram 46 pacientes (32 positivos).

Comentários do Facebook