Tocantinópolis / Foto: site da prefeitura

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Estado do Tocantins (Sintet), através da Regional de Tocantinópolis notificou nesta terça-feira (29), a Diretoria Regional de Ensino de Tocantinópolis (DRE) pedindo a suspensão imediata das atividades escolares no Colégio Estadual Raimundo Neiva de Carvalho, localizado no município de Palmeiras do Tocantins, após 08 (oito) servidores testarem positivo para COVID- 19 até o dia 29 de setembro.

Segundo o presidente do Sintet Regional de Tocantinópolis, Cléber Borges, a direção do Sindicato foi informada que dos 12 (doze) servidores que estão atuando efetivamente na referida unidade escolar, 08 (oito) já haviam sido diagnosticados, e os outros 04 (quatro) servidores já estavam afastados por terem tido contato direto com os servidores diagnosticados. Os servidores infectados estavam atuando na organização, impressão e entrega de material para os alunos no sistema remoto, entre os infectados estão servidores administrativos, de serviços gerais, da coordenação pedagógica e professor.

Diante do fato, o Sintet requereu a imediata suspensão das atividades escolares e o fechamento da unidade escolar para evitar novas infecções, bem como o devido afastamento e as orientações conforme decretos estaduais vigentes.

O Sindicato solicitou ainda que seja realizada uma nova sanitização da escola. As medidas solicitadas servem também para proteger a comunidade escolar, pois, a mesma frequenta periodicamente a Unidade Escolar para retirada e entrega de atividades que são realizadas em casa pelos alunos.

“O número elevado de casos de contaminação pelo coronavírus nesta escola se revela preocupante, diante do momento em que o Governo do Estado anuncia a retomada do ensino presencial na rede estadual de ensino já para o mês de outubro, pois acende o sinal de alerta para o risco de infecção da COVID-19. Se temos casos assim enquanto as escolas estão trabalhando no modelo de ensino remoto, qual a garantia de segurança sanitária que a Secretaria Estadual de Educação (Seduc) vai oferecer para a comunidade escolar com o retorno das aulas presenciais? ”, questiona o professor Cleber Borges.

A direção do Colégio Estadual Raimundo Neiva de Carvalho informou que o colégio está fechado temporariamente, com as atividades suspensas, e que um novo cronograma de entrega e recebimento de atividades será apresentado para a comunidade escolar em momento oportuno.

Mediante casos como esse e de tantas outras evidências de falta de segurança sanitária nas escolas, principalmente nas mais afastadas, como é o caso desse colégio em Palmeiras do Tocantins, o Sintet ratifica que é contra o retorno das aulas presenciais sem que o Governo do Estado ofereça as condições mínimas de segurança para os trabalhadores da educação e para toda a comunidade escolar.

 

 

Comentários do Facebook