Foto: Divulgação

Os trabalhadores dos Correios no Tocantins entraram em greve, a partir desta quarta-feira (11), por tempo indeterminado. Segundo o sindicato que representa a categoria, cerca de 30 unidades já estão fechadas, mas a quantidade pode ser ainda maior, já que a entidade ainda computa o número de grevistas.

O sindicato informou que a paralisação é devido às intransigências da direção dos Correios que se nega a continuar com as negociações do acordo coletivo de trabalho, que findou no dia 31 de julho desse ano e que foi prorrogado até dia 31 de agosto.

Em nota, os Correios disseram que participaram de dez encontros na mesa de negociação com os representantes dos trabalhadores, quando foi apresentada a real situação econômica da estatal e propostas para o Acordo dentro das condições possíveis, considerando o prejuízo acumulado na ordem de R$ 3 bilhões. Mas as federações, no entanto, expuseram propostas que superam até mesmo o faturamento anual da empresa, algo insustentável para o projeto de reequilíbrio financeiro em curso pela empresa.

Informaram ainda que, no momento, o principal compromisso da direção dos Correios é conferir à sociedade uma empresa sustentável. Por isso, a estatal conta com os empregados no trabalho de recuperação financeira da empresa e no atendimento à população.

No Tocantins, são 746 trabalhadores. Há unidades dos Correios em praticamente em todo o estado, exceto nos municípios de Bom Jesus e Chapada da Natividade.(G1)

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.