Aperfeiçoamento
Aperfeiçoamento

A Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), por intermédio do Núcleo de Gestão de Informações de Procedimentos Policiais Civis (Ngsipp), encerra, nesta sexta-feira, 15, mais uma etapa do curso de capacitação junto ao sistema PPE, o qual foi ministrado pela equipe técnica do Ngsipp, a policiais civis (agentes, delegados e escrivães), da 2ª Delegacia Regional de Tocantinópolis.

O curso visa capacitar os participantes, a fim de que os mesmos possam operar os sistemas PPE, permitindo padronizar e dar celeridade aos procedimentos elaborados pela Polícia Civil. Desta maneira, todo o processo investigatório realizando nas unidades policiais civis será facilitado.

A etapa que hora se encerra, foi iniciada na última segunda-feira, 11, e contou com a participação de quatro delegados de Polícia, 16 agentes de Polícia, oito escrivães, bem como servidores da parte administrativa.

De acordo com o chefe do Ngsipp, Ariosvandre Tavares, todos os policiais civis do Estado do Tocantins serão convocados a participarem das capacitações que estão ocorrendo em todas as regionais de Polícia Civil do Estado, haja vista tratar-se de uma ferramenta de trabalho que muito tem a contribuir para o trabalho policial civil.

Ainda conforme Ariosvandre, além de Tocantinópolis, nas últimas semanas, já foram capacitados Policiais das Delegacias Regionais de Miracema do Tocantins, Arraias, Gurupi, Guaraí, Paraíso do Tocantins, Alvorada, Colinas do Tocantins, Dianópolis e Pedro Afonso. A partir do dia 18 de setembro a capacitação será realizada na 10ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Araguatins.

O PPE

Diante da necessidade de evolução dos serviços prestados pela Polícia Civil, ocorreu no início de 2017 a assinatura de Termo de Cooperação com a Secretaria Nacional da Segurança Pública, a qual passou a fornecer sistemas de informática que interligarão todas às Unidades Federativas do Brasil.

O novo sistema faz o intercâmbio de todas as informações produzidas pelas unidades de segurança, sejam estas Municipais, Estaduais e Federais, proporcionando uma estatística instantânea de todos os crimes ocorridos no Brasil.

Bancos de dados gerados por Instituições como Receita Federal, DENATRAN, DATASUS, TSE, também serão acessíveis aos Policiais.

Em contrapartida ao fornecimento do sistema pela SENASP, os Estados devem ofertar capacitação técnica aos seus servidores, de forma que estes possam operacionalizar os softwares de forma eficiente.

A Polícia Civil de Tocantins tem efetuado as capacitações no sistema PPE (Procedimento Policial Eletrônico) em parceria com Universidades e com o Sistema SENAI, entidades estas que franquearam acesso as estrutura físicas.

Comentários do Facebook