A deputada estadual Valderez Castelo Branco (Republicanos) apresentou nesta quarta-feira (03), na Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins (Aleto), o Projeto de Lei (PL) nº /2022, que cria o Prêmio Costa Andrade de Arte e Cultura. A homenagem tem por objetivo incentivar a preservação e valorização das artes e cultura tocantinense, por meio do reconhecimento de personalidades que contribuem de maneira relevante com o setor no Estado, além de premiar a criação de projetos culturais que exaltem a história e a diversidade do povo tocantinense.

Segundo o texto, a premiação deverá ser realizada em Sessão Solene na Aleto a cada dois anos, em data fixa no dia 5 de Novembro, quando se comemora o Dia Nacional da Cultura. Na solenidade haverá entrega de Troféu Personalizado e Certificado Impresso, emitido por órgão oficial da Cultura no Estado do Tocantins.

Para Valderez, o prêmio engrandece a riqueza cultural e artística do Tocantins. “Através desta homenagem temos a oportunidade de reconhecer as manifestações artísticas do Tocantins e as pessoas que se destacam pelo seu trabalho e dedicação nas mais variadas áreas da arte e cultura tocantinense” declarou.

A definição dos Premiados deverá ser feita através de indicações de entidades públicas e ou representativas, nas áreas da educação, cultura, representação pública e/ou administrativas, convidadas.

Costa Andrade

O prêmio leva o nome do artista plástico Francisco de Assis de Carvalho Costa Andrade, morador de Palmas desde 1998, onde exerceu grande ativismo cultural e promoveu diversas exposições e mostras coletivas e individuais, sendo um dos fundadores da Associação de Artistas Visuais do Tocantins (Avisto).  Formado em Comunicação Social pelo Centro de Ensino Unificado de Brasília – Ceub/1981.  Artista visual autodidata, desde os 13 anos desenhava e pintava, e sempre foi atuante na defesa da cultura e dos direitos da classe artística, lutando ativamente para o crescimento e fortalecimento das Artes Visuais.

Comentários do Facebook