Foto: Divulgação

O uso de uma figurinha no Whatsapp levou a uma discussão na justiça eleitoral sobre propaganda antecipada. Uma pré-candidata a vereadora no município de Cabrobó (PE) divulgou uma figura onde ela aparece, acompanhada de seu nome e da frase “vote certo”. O conteúdo foi publicado em grupos de moradores da cidade.

Para o Ministério Público Eleitoral em Pernambuco, Maria Virlane Moreira Saraiva teria cometido crime eleitoral ao pedir votos antes do prazo permitido. De acordo com o calendário eleitoral, a propaganda só é permitida a partir de 27 de setembro.

O prazo existe para evitar que um candidato saia na frente na corrida por votos e acabe beneficiado.

Em primeira instância, a mulher foi multada em R$ 5 mil, por decisão do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE/PE). Ela recorreu, e agora o Ministério Público Eleitoral do estado pede que a sentença seja mantida. (Brasil 61)

Comentários do Facebook