Cinco homens foram presos, entre eles, estão os possíveis autores de assalto ao prefeito de Brasilândia / Foto: PCTO

A Polícia Civil do Tocantins (PC-TO), por intermédio da 3ª Delegacia Regional de Polícia Civil (DRPC) de Colinas, cumpriu nesta terça-feira, 27, mandados de prisão, busca e apreensão, com o objetivo de apreender objetos e prender suspeitos de envolvimento em crimes de roubo na região. Entre os presos, estão os suspeitos de assalto ao prefeito da cidade de Brasilândia, ocorrido no dia 10 deste mês.

“A integração é de fundamental importância para segurança pública como um todo. Em decorrência da boa investigação da Polícia Civil de Colinas, bem como, a imprescindível participação da Polícia Militar, culminou nas prisões dos assaltantes do prefeito de Brasilândia”, ressalta a delegada titular da 3ª DRPC de Colinas, Olodes Maria Freitas.

A ação contou com o apoio das equipes da 41ª e 42ª Delegacia de Polícia Civil (DPC) de Colinas, da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher e Vulneráveis (DEAMV) e da 3ª Companhia Independente de Polícia Militar (3ª CIPM), de Colinas.

Durante as diligências policiais, também foram cumpridos oito mandados de busca e apreensão, sendo apreendidas quatro armas de fogo, munições, dinheiro, diversos objetos possivelmente oriundos de roubos e um veículo, que fora utilizado no crime de roubo/assalto na residência do prefeito de Brasilândia. Além das apreensões, cinco homens foram presos suspeitos de envolvimento com crimes de roubo na região.

Comentários do Facebook