Após diligências investigativas, inclusive com a utilização de drone, policiais civis constataram no final da última semana que uma residência no Distrito estava sendo utilizada para o armazenamento irregular de combustível.

De acordo com a autoridade policial, as investigações apontaram que o suspeito, residente na casa, trabalha realizando o transporte de combustível, e que com frequência promovia o armazenamento de sobras do material em sua residência em vários galões que ficavam espalhados pelo terreno, colocando em risco a sua própria família, a vizinhança e o meio ambiente.

A fiscalização ambiental do município foi acionada e lavrou duas autuações em face do morador. Peritos da Polícia Civil também estiveram no local e colheram as amostras necessárias para a realização dos exames técnicos-periciais.

A unidade policial de Luzimangues instaurou inquérito policial para apurar a responsabilidade criminal do morador por suspeita da prática do delito de armazenamento de produto ou substância tóxica, perigosa ou nociva à saúde humana ou ao meio ambiente, em desacordo com as exigências estabelecidas em leis ou nos seus regulamentos, que prevê pena de reclusão de um a quatro anos, e multa.

Comentários do Facebook