Foto: Marcos Sandes

Saiu o resultado provisório das provas escritas para a seleção de dez conselheiros tutelares para o quadriênio de 2020 a 2023 em Araguaína. A lista pode ser acessada na edição n° 1.856 do Diário Oficial do Município, no site www.diariooficial.araguaina.to.gov.br. Dos 158 candidatos que fizeram a prova no último domingo, 46 foram classificados para a próxima etapa, que consiste no processo eleitoral.

Até quarta-feira, 24, os candidatos que discordarem do resultado provisório podem protocolar recurso junto ao Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CDMDCA). Os recursos interpostos serão julgados entre os dias 25 e 26 e o resultado definitivo será publicado na próxima segunda-feira, 29.

Processo seletivo

Participam da seleção para o Conselho Tutelar candidatos maiores de 21 anos, com Ensino Médio completo e que moram na cidade há pelo menos dois anos. O salário mensal é de R$ 2.184,90 para uma carga horária semanal de 40 horas, com dedicação exclusiva.

O processo é dividido em duas etapas eliminatórias: processo de habilitação do pré-candidato, com a inscrição e prova específica; processo eleitoral, com o registro da candidatura, eleição, proclamação dos eleitos e homologação do resultado final.

A previsão é que o processo seletivo finalize em 20 de dezembro deste ano, com a publicação da nomeação dos conselheiros no Diário Oficial do Município. A diplomação e posse dos eleitos está prevista para 10 de janeiro de 2020.

Sobre as vagas

O Conselho Tutelar é um órgão permanente e autônomo, não jurisdicional, encarregado de zelar pelo atendimento da criança e do adolescente com direito ameaçado ou violado. No Município de Araguaína existem dois conselhos tutelares, com área de competência correspondente a cada uma das duas regionais administrativas, cada qual conta com cinco membros titulares, um total de 10 membros.

Próximas etapas

22/07 a 24/07 – Interposição de recursos da prova escrita à Comissão de Julgadora/CMDCA;

25 e 26/07 – Julgamento dos recursos pela comissão organizadora;

29/07 – Publicação do edital com a relação definitiva dos candidatos aptos a participarem da etapa de campanha eleitoral e votação;

12/08 – Formação para realização da campanha eleitoral;

13/08 – Início do período de divulgação das candidaturas;

05/10 – Final do período de divulgação das candidaturas;

Durante a etapa – Interposição de recursos de manifestações ilícitas na campanha eleitoral;

Durante a etapa – Resposta às interposições de recursos de manifestações ilícitas durante a etapa de campanha eleitoral;

06/10 – Processo unificado para eleição dos conselheiros tutelares;

07 a 09/10 – Publicação e afixação do resultado da votação;

06 a 09/10 – Interposição de Recursos contra a Votação e Apuração;

30/10 – Publicação da homologando do resultado definitivo do processo e proclamação dos eleitos;

Novembro – Formação básica aos conselheiros tutelares eleitos e suplentes (44 horas);

20/12 – Publicação no Diário Oficial e afixação no mural do CMDCA da nomeação dos conselheiros;

10/01/2020 – Diplomação e posse dos eleitos.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.