Morreu na manhã desta quarta-feira (10) o jornalista Paulo Henrique Amorim, aos 76 anos. Ele trabalhou em diversas redações, inclusive na Globo.

Na noite da terça-feira (9), o jornalista havia saído para jantar com amigos. Amorim estava em casa, no Rio de Janeiro, quando sofreu um infarto fulminante, segundo a esposa informou.

Seu último emprego foi na TV Record, mas estava fora do ar desde o mês passado, quando foi afastado do programa Domingo Espetacular. O jornalista morreu de enfarte na capital fluminense.

O jornalista deixou o legado para a comunicação brasileira. Amorim deixa uma filha e a mulher, a jornalista Geórgia Pinheiro.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.