O San Lorenzo pode fazer uso de um medicamento diferente para amenizar os efeitos da altitude de La Paz, localizada a 3.600 metros do nível do mar. Segundo o jornal argentino “Olé”, os jogadores argentinos receberão doses de Viagra antes da partida de volta contra o Bolívar, nesta quarta-feira (29), pela semifinal da Copa Libertadores.

O medicamento é reconhecido por ser utilizado no tratamento para disfunção erétil. A justificativa para o tratamento é a que o Viagra ajuda a melhorar a circulação do fluxo sanguíneo, o que amenizaria o esgotamento físico dos jogadores em uma partida realizada na altitude.

Ainda segundo o “Olé”, não será a primeira vez que os jogadores farão uso do Viagra caso o tratamento seja confirmado. A publicação afirma que o medicamento foi utilizado no jogo contra o Independiente del Valle, em Quito, pela primeira fase da Libertadores. A partida terminou empatada em 1 a 1.

A equipe argentina venceu o jogo de ida contra o Bolívar por 5 a 0 e tem uma ampla vantagem para garantir a passagem à decisão do torneio continental.

Viagra à parte, o certo é que o San Lorenzo adotará uma outra prática mais conservadora e usada também pelos clubes brasileiros. Os argentinos se preparam em Santa Cruz de la Sierra, próxima ao nível do mar, e só viajam a La Paz três horas antes do jogo contra o Bolívar. (Folhapress)

Comentários do Facebook