Um levantamento realizado com base nos dados do Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (Cievs/TO), analisados entre o dia 18 de março (quando foi confirmado o primeiro caso de Covid-19 no Estado) e 7 de junho deste ano, mostrou o desenvolvimento da pandemia da Covid-19 no Tocantins. Neste período, o Estado apresentou 5.644 casos confirmados da doença, 99 óbitos, tendo uma incidência de 358,83 por grupo de 100 mil habitantes e um índice de letalidade de 1,7%.

As três regiões de Saúde do Tocantins que mais registraram casos de Covid-19 foram a do Médio Norte Araguaia; Capim Dourado; e Bico do Papagaio. Na outra ponta, com menos casos confirmados, até o momento, está a região sudeste do Estado.

A região de Saúde Médio Norte Araguaia engloba 17 municípios (Aragominas, Araguaína, Araguanã, Babaçulândia, Barra do Ouro, Campos Lindos, Carmolândia, Darcinópolis, Filadélfia, Goiatins, Muricilândia, Pau D’Arco, Piraquê, Nova Olinda, Santa Fé do Araguaia, Wanderlândia e Xambioá) e uma população de 281.778 habitantes. Ela apresenta o epicentro de casos confirmados no Estado: 3.020.  Dos municípios listados, apenas Pau D’Arco não possuía nenhum caso registrado até às 11h35, quando foram fechados os números divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) neste domingo, 7.

Municípios com mais casos e óbitos

Em números de casos confirmados, os municípios que se destacam nas primeiras 10 posições são: Araguaína (2.347), Palmas (793), Xambioá (227), Nova Olinda (158), Tocantinópolis (158), Paraíso (150), Darcinópolis (136), Gurupi (127), Colinas (118), e Araguatins (97).

Quando comparado o ranking por mortes nos municípios tocantinenses, as cidades que mais registraram óbitos são Araguaína (23), Araguatins (13), Palmas (8), Paraíso (6), Gurupi (4), São Miguel (4), Guaraí (4), Augustinópolis (3), Nova Olinda (3), Sítio Novo (3), Tocantinópolis (3), e Xambioá (3).

Comentários do Facebook