Advogado Alday Machado e Wemerson Lima

Nesta quarta-feira, 3, o advogado Alday Machado e o ativista e jornalista Wemerson Lima, ingressaram com uma representação na Promotoria de Justiça de Araguatins, no norte do Tocantins, contra a servidora licenciada Laydiane Mota e o prefeito Cláudio Santana por suposta improbidade administrativa.

De acordo com o documento, a servidora mesmo licenciada continuou na folha de pagamento, as informações foram colhidas no portal da transparência da prefeitura de Araguatins.

Segundo o advogado, a prefeitura informou que o salário da servidora foi pago conforme informações que também foram coletadas no portal da transparência, consoante despesa consolidada e que foi paga e relatada pela secretaria de finanças.

O profissional ressaltou que caso a servidora não recebeu seus proventos, deve registrar um Boletim de Ocorrência contra a administração pública de Araguatins, pois alguém recebeu salários em nome da profissional licenciada. Disse que se houver cambalacho foi feito pela prefeitura.

Machado denúncia ainda, que consta os dados na transparência que a servidora foi licenciada em 10 de fevereiro de 2017 e teria que retornar ao serviço público em 09 de fevereiro de 2019, mas que não retornou e sim trabalhando como advogada na cidade de Pedro Afonso no Tocantins, a 482 km de distância de Araguatins, o que caracteriza, segundo o advogado, abandono de emprego.

Comentários do Facebook