Transporte escolar em Araguaína — Foto: Claudemir Macedo

A paralisação do transporte escolar em Araguaína completa três dias nesta sexta-feira 7. Os veículos continuam parados no estacionamento do estádio Mirandão, enquanto isso mais de mil alunos da rede municipal estão sem aula. A categoria reivindica salários atrasados desde o mês de março.

A categoria quer também um aumento no valor pago pelo quilômetro rodado. Em nota, a prefeitura de Araguaína informou que os pagamentos dos motoristas contratados por meio de associação foi efetuado na quarta-feira, 5, mas um dos representes dos motoristas informou que os salários ainda não foram repassados.

O presidente da Associação dos Transportadores Escolares do Estado do Tocantins (Astec) Eduardo Cançado disse que os salários de abril serão pagos ainda na manhã desta sexta-feira. O motivo do atraso, segundo ele, foi a mudança da empresa que faz o rastreamento dos veículos.

Em relação à negociação para aumentar o valor do quilômetro rodado, o presidente disse que fará uma reunião com os motoristas ainda nesta sexta-feira, com a participação da Defensoria Pública e da Secretaria da Educação. A expectativa é que haja um acordo. (G1)

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.