A Polícia Militar prendeu, na tarde desta segunda-feira, 23, no Setor Boa Vista, em Araguaína, uma mulher de 30 anos, por lesão corporal, ameaça e dano. A mulher também é suspeita de ter mantido a vítima, homem de 30 anos, que é seu companheiro, em cárcere privado durante três dias.

Após acionados via Sistema Integrado de Operações – SIOP, a equipe de Radiopatrulha do 2º BPM se deslocou ao endereço mencionado onde se deparou com a vítima, um homem de 30 anos, que afirmou aos policiais militares ter sofrido lesão corporal, ameaça e dano praticados pela suspeita, mulher de 30 anos, que é sua companheira.

Segundo a vítima, ele sofria de agressões por parte da suspeita desde quinta-feira, 19, sendo que a partir desta data vinha sendo proibido por ela de sair de casa para trabalhar, inclusive, com ameaças de morte. O homem de 30 anos, que apresentava escoriações visíveis por todo o corpo, informou ainda aos policiais militares que a mulher rasgou o uniforme da empresa em que ele trabalha, bem como danificou seus documentos pessoais, sendo que, após não suportar esse cenário de violência, tentou fugir de casa.

Após saltar o muro da residência onde mora com a suspeita e quatro filhos menores, acionou a Polícia Militar. A suspeita foi localizada e afirmou ser ela a responsável pela lesão corporal em que utilizou as unhas para machucar a vítima, bem como assumiu ainda as ameaças e danos ao uniforme de trabalho e documentos pessoais dele. No entanto, negou que estivesse mantendo o seu companheiro em cárcere privado. A suspeita ainda enfatizou que o motivo da reação dela se deu por conta de possíveis relações extraconjugais de seu companheiro.

Diante dos fatos, o casal foi conduzido e apresentado na Delegacia de Polícia Civil de Araguaína, para os procedimentos legais. Ressalta-se que a Polícia Militar já registrou em outro momento ocorrência envolvendo o referido casal por lesão corporal, ocasião em que a suspeita lesionou o homem com um corte no dedo provocado por arma branca.

Comentários do Facebook