Araguaína

A Polícia Civil do Tocantins, por intermédio da Delegacia de Repressão a Roubos (DRR), de Araguaína identificou nesta segunda-feira, 17, uma dupla de indivíduos que são apontados como autores de uma série de roubos praticados contra transeuntes ocorridos na cidade, nos últimos meses no município.

Coordenadas pelo delegado Breno Eduardo Campos Alves, as investigações foram iniciadas no sentido de identificar dois homens que estavam aterrorizando, sobretudo, mulheres nos setores Tereza Hilário, Coimbra e Vila Azul. “Armados e utilizando uma motocicleta, os dois homens abordavam as vítimas, sobretudo mulheres, e anunciavam o roubo. Em seguida, os dois suspeitos de 20 e 17 anos rendiam as vítimas e subtraiam todos os pertences das mulheres, fugindo em seguida”, disse o delegado.

 Com o aprofundamento das investigações, os dois suspeitos foram identificados, o que possibilitou a conclusão dos inquéritos policiais, os quais foram remetidos para a justiça comum em relação ao maior e para o juízo da infância e juventude em relação ao menor.

Ao comentar sobre o caso, o delegado Breno Eduardo Campos Alves ressaltou a importância da ação policial que se baseou em técnicas avançadas de investigações, que possibilitaram a elucidação do caso. “O uso de análise criminal empregada nas investigações possibilitou o cruzamento de informações que apontaram os investigados como relacionados aos crimes”, disse a autoridade policial.

Outro ponto importante destacado pelo delegado foi o fato de que as vítimas sempre eram mulheres e se estavam na frente ou nas proximidades de sua residência, sendo que ao saírem ou chegarem aos imóveis, eram abordadas pela dupla e tinham o patrimônio subtraído através da grave ameaça exercida com armas de fogo.

Após a conclusão dos inquéritos, o homem de 20 anos seguirá preso na Casa de Prisão Provisória de Araguaína (CPPA), onde já estava devido à prática de outro crime. Já o adolescente de 17 anos segue apreendido no Centro de Internação Provisória para Adolescentes Infratores (CEIP), de Santa Fé do Araguaia.

Comentários do Facebook