Por meio de requerimento aprovado durante a última quarta-feira, 8, o deputado Léo Barbosa (SD) solicitou a realização de audiência pública na Comissão de Meio Ambiente e Turismo, para debater as condições de estrutura e funcionamento do turismo na região do Rio Azuis.

O rio, que é uma das atrações turísticas mais visitadas no Estado, foi interditado para banho após fiscais do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins) encontrarem problemas ambientais no local. Na ocasião foram lavrados autos de infração, notificações e termos de embargo, além da interdição de restaurantes, pelo fato de as construções e funcionamento dos empreendimentos estarem na Área de Preservação Permanente (APP) do Rio Azuis, sem a devida licença do órgão ambiental.

O requerimento do parlamentar foi aprovado em regime de urgência e a referida audiência pública será marcada pela Comissão de Meio Ambiente em data a ser definida pelo mencionado colegiado.

De acordo com Barbosa, o debate sobre o futuro do turismo na região é de extrema importância para a comunidade local, tendo em vista que é fonte de geração de emprego e renda para diversas famílias. “Faço esta solicitação para que a gente possa ouvir aqueles que ali sobrevivem do turismo, ver o que o Estado pode fazer para melhorar as condições de trabalho, mas também melhorar a fiscalização para que não possamos agredir um ponto turístico que é tão importante para o Tocantins”, ressaltou.

Ficando na terceira posição entre os menores rios do mundo, o Rio Azuis está localizado no município de Aurora, região sudeste do Estado, e conta com apenas 147 metros de extensão.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.