Na última quinta-feira, 1º, o secretário de Obras do município de Palestina, no Sudeste do Pará, Erinaldo Pimentel Matos, conhecido como Véi do Zé Batista foi preso em flagrante pela Polícia Federal extraindo toras de madeira na reserva indígena Sororó e Aldeia Suruí, no município de São Geraldo, também no sudeste do Pará, ele usava um caminhão da prefeitura no transporte da madeira.

O motorista do caminhão, Welbes Silva Nascimento, também foi preso, mas alegou que cumpria ordens do Véi do Zé Batista. Os dois foram levados para a delegacia de Policia Federal em Marabá e liberados no dia seguinte.

O caso tramita na 2ª Vara Federal Cível e Criminal da SSJ de Marabá, o secretário Erinaldo havia adquirido 24 toras de madeira por R$ 8.400, mas a madeira foi extraída ilegalmente da reserva indígena Sororó e Aldeia Suruí, o que constitui crime contra a flora previstos no art. 40 e art. 46 da Lei nº 9.605/98 c/c art. 180 do Código Penal e podem ser condenados a até 4 anos de prisão.

O caminhão da prefeitura estava com excesso de peso e ao passar por uma ponte a estrutura desabou, momento em que indígenas acionaram a Fundação Nacional do Índio (FUNAI) que de imediato diligenciou a PF para apurar o caso.

Comentários do Facebook