Complexo de delegacias da Polícia Civil em Araguaína / Foto: Divulgação

Investigações realizadas pela Polícia Civil do Tocantins, por meio da Delegacia de Repressão a Roubos, em Araguaína, resultaram na elucidação de um crime de latrocínio tentado, perpetrado naquela cidade em dezembro de 2020, e no cumprimento de mandado de prisão temporária em desfavor de um homem de 18 anos, suspeito de ter praticado o crime juntamente com um comparsa, que encontra-se foragido. Coordenada pelo delegado Breno Eduardo Campos Alves, a ação que resultou na prisão do suspeito foi executada por policiais civis da DRR.

De acordo com o delegado Breno Eduardo, as investigações apontaram que no dia 25 de dezembro de 2020, um taxista foi chamado para realizar uma corrida no Bairro São João. Porém, ao chegar ao local, o profissional foi surpreendido por dois indivíduos, um deles portando uma arma de fogo, os quais anunciaram o assalto.

Segundo Breno Eduardo, durante a execução do crime, um dos indivíduos subtraiu o aparelho celular do taxista e o segundo autor efetuou um disparo em direção ao rosto da vítima, que ainda conseguiu fugir, sendo que seu veículo ainda foi alvejado por outro disparo efetuado por um dos autores.

Investigações

Após assumir as investigações, as equipes da DRR, em pouco tempo, conseguiram identificar a autoria dos fatos e nesta segunda-feira o suspeito foi localizado e devidamente reconhecido pela vítima. Segundo o delegado Breno Eduardo, além da atuação em roubos, o investigado tem passagens por tráfico de drogas na cidade de Araguaína.

O indivíduo preso foi conduzido até a Central de Atendimento da Polícia Civil, onde a autoridade policial plantonista ratificou a prisão, dando cumprimento à ordem judicial. Após a realização dos procedimentos legais cabíveis, o homem foi recolhido à Casa de Prisão Provisória de Araguaína (CPPA), onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário.

Comentários do Facebook