Foto: Dennis Tavares

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada em Investigações Criminais – DEIC Sul prendeu na tarde desta terça-feira, 30, R. P. M, de 31 anos, que exerce função de fiscal ambiental no Instituto Natureza do Tocantins – Naturatins, pela prática do crime de corrupção passiva.

De acordo com o delegado Rafael Falcão, titular da DEIC Sul, as investigações tiveram início nessa manhã, quando o proprietário de um posto de combustíveis de Gurupi, no Sul do Estado, procurou a Delegacia de Repressão a Crimes de Maior Potencial contra a Administração Pública – DRACMA, em Palmas, e registrou um boletim de ocorrência informando que o referido fiscal estava exigindo dinheiro para fornecer autorização ambiental para utilização de um poço semi-artesiano que existe em sua propriedade. “Diante da prática criminosa, o dono do estabelecimento procurou a DRACMA, que por sua vez repassou a situação para a DEIC Sul, que, mediante acompanhamento policial, monitorou o momento em que o servidor público recebeu a quantia de R$ 6 mil da gerente do posto de combustível, instante em que foi abordado”, afirmou.

Ainda de acordo com o delegado, em poder do servidor ainda foi encontrado a quantia de R$ 5 mil em espécie e processos de outros postos de combustíveis da cidade perante à Naturatins, havendo indícios de que o servidor estava exigindo vantagem indevida em outros estabelecimentos de Gurupi. “Diante dos fatos, o investigado foi conduzido à Central de Flagrantes de Gurupi onde está sendo autuado pela prática de corrupção passiva”, afirmou.

Após a conclusão do auto de prisão em flagrante, R.P.M será recolhido à Casa de Prisão Provisória de Gurupi.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.