Em mais um passo rumo à sua implantação, foi publicada a portaria no Diário Oficial da União em 18 de abril, na qual o Ministério da Educação (MEC) autoriza o curso de Direito no Câmpus de Arraias, pela Universidade Federal do Tocantins (UFT). No fim de 2018, o curso de Direito já havia sido avaliado pelo MEC com nota máxima.

O reitor da UFT, Luís Eduardo Bovolato afirmou que foi uma excelente notícia e conquista para o Câmpus e região. “O curso dará oportunidade a muitos jovens da região de acessarem um curso de Direito em uma Universidade Pública”. Segundo ele, os desafios agora estarão concentrados na liberação de códigos de vaga.

Para a Pró-Reitoria de Graduação (Prograd), o momento é de aguardar a conclusão das próximas etapas até que o curso possa figurar entre as opções disponíveis nos processos seletivos para ingresso na UFT.

A professora Adriana Demite, membro integrante da equipe de implantação do curso e coordenadora pró-tempore da proposta, explica que a autorização para o curso de Direito do Câmpus de Arraias é o coroamento de um trabalho coletivo. “É consequência dos esforços de toda a comunidade acadêmica, local e regional em todas as frentes e etapas, como um curso com essa envergadura despende. A região abraçou a causa e aguarda ansiosa o início de suas atividades”.

Desde agosto de 2018, três professores pelo curso de Direito já estão em atividade no Câmpus, como explica um deles, a professora Nayara Gallieta. “Desde que tomamos posse temos procurado contribuir nos cursos que precisavam de professores em matérias que são de nossa afinidade. Oferecemos matérias optativas também na área do Direito, pensando já em aproximar os estudantes de temas jurídicos que podem contribuir para a sua área de conhecimento”, disse.

Comentários do Facebook