O Procon Tocantins notificou a concessionária de energia, Energisa Tocantins, para que regularize o atendimento prioritário em Miracema. A ação da fiscalização aconteceu após denúncias de consumidores.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Os fiscais do órgão de defesa do consumidor constataram que o atendimento é realizado apenas por ordem de chegada. O superintendente do Procon Tocantins, Walter Viana, explicou que de acordo com a Lei Federal nº 10.048/2000, diz que as pessoas com deficiência, os idosos com idade igual ou superior a 60 anos, as gestantes, as lactantes, as pessoas com crianças de colo e os obesos tem direito a atendimento prioritário.

 “No local confirmamos que a empresa não adota nenhum mecanismo de atendimento, como senhas, para separar o consumidor prioritário do normal. Desta forma o consumidor não tem seu direito cumprido, conforme assegura a lei”, informou Viana.

Ainda de acordo com a lei, “As repartições públicas e empresas concessionárias de serviços públicos estão obrigadas a dispensar atendimento prioritário, por meio de serviços individualizados que assegurem tratamento diferenciado e atendimento imediato”.

O gerente de fiscalização, Magno Silva ressaltou que foi dado o prazo de 48h para que a Energisa Tocantins regularize o atendimento. “Se a empresa não regularizar a situação neste prazo ela poderá ser autuada. É inadmissível esta conduta. O consumidor não deve ser prejudicado de nenhuma forma”, afirmou Silva.

Denuncie

O Procon Tocantins orienta que o consumidor deve denunciar. Para formalizar a reclamação, o consumidor deve procurar um dos 11 núcleos de atendimento do órgão. A denúncia pode ser realizada junto ao Procon  Tocantins por meio do  Disque 151, ou pelo WhatsApp Denúncia no (63) 99216-6840.

Nota Energisa

A Energisa informa que segue todas as diretrizes da Lei Federal nº 10.048/2000 para atendimento prioritário. O caso registrado na localidade de Miracema foi isolado e a regularização do atendimento já foi realizado.

Comentários do Facebook