Leitos foram instalados no Hospital de Campanha em Araguaína — Foto: Marcos Sandes/Prefeitura de Araguaína

A Prefeitura de Araguaína implantou nesta segunda-feira, 22, mais 10 leitos de UTI (unidade de terapia intensiva) para tratamento de pessoas com covid-19 no Hospital Municipal de Campanha. Com recursos próprios, o Município oferta as novas vagas diante da nova onda da doença no Estado do Tocantins.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O Prefeito da cidade Wagner Rodrigues disse estar preocupado com o estado de calamidade que o Tocantins vem apresentando, considerando as últimas notícias e ainda o estado de colapso atingido na rede privada de Palmas.

Wagner informa ainda ter estrutura para implantação de mais 40 leitos, que poderá ser utilizada, mediante convênio ou termo de parceria, pelo Governo do Estado, outros municípios e hospitais privados de todo o Tocantins. “Por termos uma ampla estrutura física do novo Hospital Municipal Eduardo Medrado, temos como disponibilizar espaço para mais 40 UTIs, além dessas já anunciadas”, informou o prefeito.

Estrutura
Desde novembro de 2020, o Hospital Municipal de Campanha, o primeiro do Tocantins, passou a funcionar em prédio próprio no Setor Jardim das Flores, com atendimento de pronto-atendimento 24 horas, internação clínica e de UTI para pacientes dos 64 municípios da região Meio Norte com quadros graves devido a complicações da covid-19.

Agora, a unidade conta com 30 leitos clínicos e 20 de UTI, além de 6 leitos de estabilização (emergência) e do atendimento de pronto-atendimento 24 horas para casos suspeitos e confirmados. “Dos 20 leitos de UTI hoje em funcionamento no Hospital Municipal de Campanha, mais da metade é mantida somente com recursos municipais”, lembrou Wagner.

Outros serviços
O hospital oferece também diversos exames laboratoriais e especializados como tomografia, ultrassonografia, eletrocardiograma, hemodiálise e outros, totalizando a realização de mais 33 mil procedimentos até o mês de dezembro.

Vacinação e medidas restritivas
O Município de Araguaína segue cumprindo o Plano Nacional de Vacinação estabelecido pelo Ministério da Saúde. Até esta segunda-feira, 6.527 pessoas já tinham sido vacinadas. Além dessas, recebeu 2.300 doses para segunda aplicação nos primeiros grupos vacinados e 248 pessoas já completaram a vacinação.

Enquanto a imunização não chegar para todos os grupos, o prefeito Wagner Rodrigues frisa à população para que obedeça ao decreto vigente, que impõe medidas restritivas e de distanciamento social. “A população tem que contribuir. Somente ampliar a capacidade hospitalar não resolve o problema. Não queremos adotar medidas restritivas mais duras, mas se for necessário, adotaremos”.

Comentários do Facebook