Natividade-TO

Um crime bárbaro de homicídio que chocou a população do município de Natividade, no sudeste do Estado, devido a crueldade com que foi praticado, foi solucionado pela Polícia Civil na quinta-feira, 7, quando policiais civis da 98ª Delegacia de Polícia daquela cidade, deram cumprimento a dois mandados de prisão preventiva em desfavor de dois irmãos de 28 e 23 anos de idade que são apontados como os principais suspeitos pelo crime que vitimou um homem de 29 anos de idade, na noite do último domingo, 3, no setor Sul, em Natividade.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

De acordo com a autoridade policial, logo após o fato, ocorrido por volta das 22h de domingo, os policiais civis da 98ª DP foram avisados sobre o crime e, de imediato, iniciaram as diligências, juntamente com policiais militares no sentido de identificar a autoria do bárbaro homicídio. Em poucas horas, o delegado Joadelson e sua equipe de policiais identificaram dois irmãos de 28 e 23 anos de idade que, em tese, são os autores do crime.

Com base nas investigações, as equipes da 98ª prosseguiram nas buscas, sendo que o delegado representou junto ao Poder Judiciário pelas prisões dos dois indivíduos. Com o parecer favorável do Poder Judiciário da Vara Criminal da Comarca de Natividade que deferiu os pedidos feitos, as buscas foram intensificadas e nesta quinta-feira, os policiais civis da 98ª DP conseguiram localizar o paradeiro dos irmãos e efetuaram as prisões dos mesmos, os quais foram conduzidos até a sede da Delegacia de Natividade, onde o delegado deu cumprimento às ordens judiciais de homicídio qualificado por motivo fútil e torpe.

Após a realização das providências legais cabíveis, os dois homens foram encaminhados à Casa de Prisão Provisória de Dianópolis, também no sudeste do Estado, onde permanecerão à disposição do Poder Judiciário.

O crime

Segundo apontaram as investigações da Polícia Civil, por volta das 22h da noite de domingo, os irmãos atraíram a vítima para um local mais afastado no setor Sul, em Natividade, com o pretexto de que iriam lhe emprestar certa quantia em dinheiro. Ocorre que ao chegar ao local, a vítima, um homem de 29 anos, foi surpreendida com uma pedrada na cabeça e foi ao chão. Na sequência, o outro irmão teria desferido mais golpes com uma pedra na cabeça da vítima, que teve o crânio completamente esfacelado devido à violência dos golpes recebidos, tendo morte instantânea. Após o crime, os irmãos fugiram e tomaram rumo ignorado.

Motivação

Ao serem ouvidos pela autoridade policial, os dois irmãos confessaram a autoria do crime, mas alegaram que agiram em legítima defesa, visto que a vítima estaria com uma faca e, portanto, agiram para se defender. Porém, essa versão não convenceu ao delegado, devido a quantidade de golpes que a vítima recebeu e também porque não foram encontrados indícios que apoiassem a versão de que a vítima estaria armada com uma faca.

Ainda durante as investigações, os policiais civis da 98ª DP descobriram que já havia desentendimentos entre os autores e a vítima, o que pode ter sido a razão para o crime. As investigações terão continuidade para que a Polícia Civil possa esclarecer todas as circunstâncias do bárbaro crime e saber se houve a participação de um terceiro envolvido no fato.

Para o delegado Joadelson, as prisões efetuadas são muito importantes, porque demonstram a celeridade e comprometimento da Polícia Civil do Tocantins na elucidação de um crime que assustou a população de Natividade e também pelo fato de os dois suspeitos serem conhecidos e temidos pelos moradores locais. “Em poucas horas, conseguimos identificar a autoria do crime e, logo após, efetuamos as prisões dos dois principais suspeitos do mesmo. Deste modo, restabelecemos a sensação de segurança na cidade sendo que com as prisões, a justiça poderá seguir o seu curso normalmente”, ponderou a autoridade policial.

Comentários do Facebook