Antonio Andrade - Presidente regional do PTB

O presidente da Assembleia Legislativa do Tocantins (Aleto) e do PTB-TO, deputado Antonio Andrade, comemorou o anúncio da liberação das vacinas da CoronaVac e AstraZeneca pela Anvisa e a chegada das primeiras doses ao Tocantins.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Na manhã desta segunda-feira, 18, o governador, Mauro Carlesse, foi a São Paulo (SP) “buscar” as doses destinadas ao Estado. Nesta primeira remessa o Tocantins recebe 29.840 doses da CoronaVac.

“Este é o momento pelo qual todos nós esperávamos, o governo do Tocantins está fazendo seu trabalho, se planejou para este momento, adquiriu os insumos necessários, como as seringas e agulhas e hoje devemos dar início a vacinação no Estado. Este é apenas o primeiro passo, precisamos nos manter vigilantes e obedecendo as medidas de prevenção, até que a maioria da população seja vacinada”, destacou Andrade.

O governador anunciou, via redes sociais, que ainda hoje a vacinação deve ter início aqui no Tocantins. O Estado foi um dos primeiros entes federativos a apresentar o Plano Estadual de Imunização, além de participar efetivamente da construção do Plano Nacional de Imunização contra a Covid-19.

Seringas

O Tocantins já tem, no Estoque Regulador Estadual, 466 mil seringas com agulhas para dar início à vacinação da Covid-19. Já comprou outras 117.200 unidades, aguardando somente a entrega, e está com processo de compra já licitado e concluído de mais 1.665.957

Plano de vacinação

O governo definiu a seguinte ordem de imunização:

População indígena em terras indígenas demarcadas: 7.802 (incluiu indígenas acima de 18 anos atendidos pelo subsistema de saúde indígena).

Profissionais de saúde: 37.889.

Pessoas de 60 a 74 anos: 126.493 + 424 (Pessoas com 60 anos ou mais institucionalizadas).

Trabalhadores educacionais: 25.307.

Forças de Segurança e Salvamento: 4.791.

Funcionário do Sistema de Privação de Liberdade: 289.

Pessoas acima dos 18 anos que tenham as seguintes comorbidades: Diabetes mellitus; hipertensão arterial sistêmica grave (de difícil controle e/ou com lesão de órgão alvo); doença pulmonar obstrutiva crônica; doença renal; doenças cardiovasculares e cerebrovasculares; indivíduos transplantados de órgão sólido; anemia falciforme; câncer; obesidade grave – 116.767 mil pessoas.

Comentários do Facebook