Foi publicado no Diário Oficial da União desta quarta-feira, dia 23 de dezembro, o edital de abertura do concurso público mais aguardado dos últimos tempos, o do Instituto Nacional do Seguro Social (Concurso INSS 2016). A oferta total é de 950 vagas, há reservada para negros e para candidatos com deficiência. O certame formará ainda cadastro de reserva, que deverá ser utilizado durante o prazo de validade do certame, que é um ano, podendo dobrar.

Da oferta total, 800 serão de técnico do seguro social, que exige apenas o nível médio e tem remuneração atual de R$ R$ 4.886,87 (chegando a R$ 5.259,87, após seis meses), e 150 de analista, para graduados em Serviço Social, com rendimentos de R$ R$ 7.496,09 (até R$ 7.869,09). Esses valores aumentarão em agosto do próximo ano, após o acordo para dar fim à greve do INSS. O técnico receberá R$ 4.768,90 mensais (R$ 5.413,90, após seis meses) e o analista, R$ 7.014,05 (R$ 8.050,25, após seis meses).

Os interessados deverão efetuar a participação no certame , exclusivamente pela internet, no site do organizador, o Cebraspe (Cespe/UnB),  no período compreendido entre 10 horas do dia 4 de janeiro de 2016 e 23 horas e 59 minutos do dia 22 de fevereiro de 2016, observado o horário oficial de Brasília/DF. As taxas são de R$ 65 (técnico) e R$ 80 (analista).

Os candidatos serão avaliados apenas por meio de prova objetiva, composta por 120 questões, sendo 50 de conhecimentos básicos e 70 de conhecimentos específicos.  O exame para o cargo de técnico do seguro social versará sobre as disciplinas de ética no serviço público, regime jurídico único, noções de direito constitucional, noções de direito administrativo, língua portuguesa, raciocínio lógico, noções de informática e seguridade social, sendo aplicado no dia 15 de maio de 2016, no período da manhã para nível superior e à tarde para médio. Para ser aprovado, o candidato deverá obter nota superior a 10,00 pontos na prova objetiva de Conhecimentos Básicos; nota superior a 21,00 pontos na prova objetiva de Conhecimentos Específico; e nota superior a 36,00 pontos no conjunto das provas. Todas as capitais terão aplicação das avaliações.

O INSS contrata pelo regime estatutário, com estabilidade. A expectativa é que o INSS faça nomeações extras, tendo em vista os últimos concursos e as necessidades de pessoal. Para isso, o instituto terá de solicitar ao Ministério do Planejamento o adicional de 50% das vagas, o que deverá ocorrer. Em 2011, quando ocorreu o último concurso de técnico e perito, houve 5.020 convocações, de 6.881 aprovados, ou seja, 133% além da oferta prevista em edital.

CONFIRA EDITAL COMPETO AQUI.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.