Palácio do Governo/TO
Palácio do Governo/TO

Cerca de 20 entidades classistas organizam um protesto que reunirá servidores públicos de todo o Estado do Tocantins, no dia 13, numa grande caminhada pelas ruas da Capital, demonstrando a insatisfação da categoria contra o que consideram “má aplicação dos recursos financeiros e o rombo de R$ 153 milhões aos cofres do Instituto de Gestão Previdenciária do Tocantins (Igeprev)”.

A data foi anunciada durante reunião nesta terça-feira, 3, com os presidentes dos sindicatos e associações dos servidores, ocorrida na sede do Sindicato dos Servidores Públicos no Estado do Tocantins (Sisepe), em Palmas.

No dia 13, o ponto de concentração para o protesto será a Praça dos Girassóis, em frente à Secretaria de Estado da Administração (Secad), às 15 horas. O secretário da Administração, Lúcio Mascarenhas, é o atual presidente do Conselho de Administração do Igeprev.

Veto na LDO

Outra ação em prol do Igeprev aconteceu na tarde desta terça-feira, às 16 horas, quando as lideranças sindicais foram à Assembleia Legislativa para acompanhar os esclarecimentos do governo sobre o veto nos artigos da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), cujo objetivo é restringir o uso dos recursos do Igeprev somente para fins previdenciários. O secretário de Estado do Planejamento, Flávio Peixoto, representará o governo na reunião.

Na oportunidade, as entidades também planejam entregar ao presidente da Assembleia, Sandoval Cardoso (PMD), e a todos os deputados, cópia da minuta do projeto de lei com as propostas de mudanças na estrutura de gestão do Igeprev. A minuta foi construída de forma conjunta, com as entidades dos servidores e contou com apoio jurídico especializado.

Cópias desta mesma minuta também foram entregues ao presidente do Igeprev, Rodrigo Alexandre Gomes de Oliveira, e do Conselho de Administração, Lúcio Mascarenhas. (Ascom Sisepe)

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.