Reeducando se dedica ao estudo para fazer as provas do Enem/TO
Reeducando se dedica ao estudo para fazer as
provas do Enem/TO

No Tocantins, 262 reeducandos devem prestar as provas do Exame Nacional do Ensino Médio para pessoas privadas de liberdade e jovens sob medida socioeducativa que inclua privação de liberdade (Enem-PPL). O exame acontece nesta terça (3) e quarta-feira (4), em Unidades Prisionais e Socioeducativas de todo o país. No estado, os testes começam às 12h.

As provas acontecem no Tocantins após a assinatura do Termo de Adesão, Responsabilidades e Compromissos, firmado entre a Secretaria de Estado da Defesa Social (Seds) e o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

O Enem é constituído por quatro provas objetivas que abrangem as várias áreas de conhecimento e tem como objetivo a Avaliação do Desempenho Escolar e Acadêmico do estudante. No primeiro dia, os candidatos respondem a 45 questões de ciências humanas e mais 45 de ciências da natureza em 4h30. No segundo dia, 45 questões de linguagens e 45 de matemática, mais uma redação, em 5h30.

Os candidatos com melhores desempenhos poderão se inscrever no Sistema de Seleção Unificado (Sisu) e concorrer a uma vaga nas universidades federais brasileiras, no Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec) e ainda no Programa Universidade para Todos (Prouni).

Em todo o país, 30.341 pessoas privadas de liberdade estão inscritas para fazer as provas. O crescimento é de 28,13% em relação a 2012. No ano passado, 23.665 candidatos privados de liberdade fizeram o Enem.(com informações G1/TO)

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.