CPMI da JBS

Apesar da tentativa da defesa de adiar o depoimento, o executivo Wesley Batista teve de comparecer ao Senado na última quarta-feira, 8, para reunião conjunta da CPMI da JBS e da CPI do BNDES.

Wesley lamentou que estar preso por dizer a verdade e afirmou que não iria responder a nenhuma pergunta pois era orientação de sua defesa.

Indignado e relatando vários casos sobre corrupção envolvendo a JBS, juiz se revolta e esculacha com Wesley Batista.

 

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.