Amastha

O Prefeito de Palmas, Carlos Amastha (PSB), deve pagar 13º proporcional descontando período da greve dos profissionais da educação.

De acordo com o Sindicatos do Trabalhadores de Educação do Estado do Tocantins (SINTET), o prefeito deverá pagar apenas 11/12 avos do 13º salário.  Segundo o Sindicato, é o que indica os valores expressos na 1ª parcela paga do 13º salário dos professores.

Ainda de acordo com o Sintet, parte dos professores que participaram da greve já estão realizando a reposição das aulas, muitos encontrando dificuldades e retaliações, pois mesmo após recomendação do MPE e da Defensoria Pública, a Semed continua dificultando a reposição das aulas.

A greve da educação começou no dia 5 de setembro e durou 22 dias. Os professores reivindicavam o cumprimento da data-base, retroativos, progressões, titularidades e Plano de Cargo, Carreira e Remuneração em dia.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.