O deputado estadual Paulo Mourão (PT), participou na noite desta quinta-feira, dia 23, no auditório da Assembleia Legislativa, do lançamento da plataforma “Brasil e o Tocantins que o Povo Quer”, feito pelo Diretório Estadual do Partido dos Trabalhadores do Tocantins, juntamente com a Fundação Perseu Abramo.

O objetivo segundo o presidente Estadual do Partido dos Trabalhadores, deputado estadual José Roberto é incentivar a participação popular por meio do debate na construção de um programa com propostas para ser apresentado no programa de governo que o PT apresentará à sociedade na disputa da sucessão estadual de 2018.

Paulo Mourão em sua fala disse que esse é o caminho para a construção de um novo projeto para o país, com a participação da cidadania nos debates para a edificação de um país e de um estado mais justo e igualitário para todos, com políticas públicas que venham de encontro com a realidade e os anseios da sociedade. “O Brasil não pode mais promover discussão de desenvolvimento dentro de um gabinete do ministro do Planejamento, o Brasil precisa ser inserido nas discussões. O povo  é que tem que conversar com os governos, os governos precisam ouvir a sociedade, principalmente a juventude que é o futuro do nosso país amanhã”, destacou.

 “É preciso reconhecer a importância dessa discussão dentro da plataforma, para trazer o que há de melhor para ela, seguindo os bons exemplos. Eu defendo que seja criado o nosso conselho de desenvolvimento econômico e sustentável, formado pelos diretores e reitores das universidades, juntamente com as federações e setor produtivo que haverão de repensar a estruturação de um novo Estado”, salientou.

Ainda em sua fala, o deputado reforçou que o ex-presidente Lula precisa voltar ao Brasil para corrigir os equívocos que o partido cometeu. “A única liderança capaz de unir esse Brasil chama-se Luiz Inácio Lula da Silva, não tenham dúvida. Nós não podemos abrir mão desse momento, precisamos corrigir os equívocos cometidos pelo partido e fazer desse debate a reconstrução de um novo país, de um novo estado, não podemos errar mais uma vez.  Não dá para fazer um modelo de governança pelo poder, é preciso ter um governo que faça a governança pelo estado e pela cidadania”, observou.

O secretário geral adjunto do PT nacional e coordenador executivo do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social da Bahia (Codes), Jonas Paulo, disse que a plataforma digital é uma ferramenta com a qual o partido pretende mobilizar sua militância, os movimentos sociais e a sociedade em geral para colher contribuições, para o programa de governo que o partido quer apresentar, no próximo ano, como alternativa para o estado e para o Brasil.

“O diálogo com a sociedade é de suma importância para criarmos elementos para o programa de governo para o Estado e para o Brasil, que resgate tudo o que foi feito e o legado importante deixado no país nos governos de Lula e Dilma, que repercutiram de forma positiva na economia e na vida do povo brasileiro. Queremos corrigir os nossos erros e discutirmos os desafios, para buscar respostas para os novos rumos que virão pela frente”, explicou. O lançamento da plataforma “Brasil e o Tocantins que o Povo Quer”, reuniu ainda vereadores, representantes de sindicatos, militância e movimentos sociais.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.