Josineide Silva brito em caminhada pela paz dias antes do crime

Foi transferida nesta terça-feira, 31, para Belém – PA a mãe do atual prefeito de Tucurui. De acordo com as investigações da polícia, ela seria uma das pessoas que planejaram o assassinato do prefeito Jones William, em julho deste ano.

Josineide Silva brito está presa no Centro de Recuperação Feminino em Belém. A mãe do atual prefeito de Tucuruí foi levada nesta segunda-feira, 30, para depor na delegacia da cidade e teve a prisão temporária decretada. Mais três pessoas foram presas durante a operação que investiga a morte do prefeito anterior.

Segundo a polícia, dois suspeitos acusaram Josineide de mandar matar o prefeito. Um deles foi Paulo Ricardo Oliveira. Ele teria confessado participação no crime. A polícia diz que os depoimentos reforçam as provas técnicas colhidas no inquérito. Segundo as investigações, a mãe do atual prefeito de Tucuruí planejou o crime motivada por questões financeiras.

Na cabeça dela, sendo morto o Jones, seu filho assumiria o comando da gestão municipal e a partir daí ela poderia tirar proveito financeiro e econômico da gestão municipal, diz o delegado geral da Policia Civil Rilmar Formino.

Você não pode mais, nos dias de hoje, prender primeiro para investigar depois. É o contrário. Primeiro você prova a culpa, ai que você pensa em prender alguém, diz o advogado de defesa Roberto Lauria.

Jones William, do PMDB, de 42 anos, foi morto a tiros enquanto vistoriava obras para tapar buracos em uma estrada na cidade. Hoje, em Belém, o atual prefeito de Tucuruí, Artur Brito, vice de Jones, disse que ficou surpreso com a prisão da mãe.

Não tenho nenhum envolvimento. Ele diz que a mãe vai conseguir provar a inocência dela.

Bruno Marcos, suspeito de atirar contra Jones, foi preso em setembro no aeroporto de Belém. Ele nega participação no crime, mas, segundo a polícia, Bruno teria recebido cerca de R$ 100 mil (cem reais) dos mandantes para matar o prefeito. (G1)

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.