Adriana Esteves e Deborah Secco serão amantes e cúmplices em plano para extorquir ídolo da axé music

Em ‘De Volta Pra Casa’, título provisório da próxima novela das 21h, da Globo, Adriana Esteves será uma cafetina ambiciosa capaz de qualquer armação por dinheiro e poder.

Ao descobrir que a prostituta interpretada por Deborah Secco faz programas com Beto Falcão (Emílio Dantas, o Rubinho de ‘A Força do Querer’), ela executa um plano para chantagear o rapaz. Ele é um cantor famoso de axé que vive escondido numa ilha da Bahia após a falsa notícia de sua morte impulsar a carreira até então em decadência.

Mas a dona de prostíbulo e a jovem meretriz não são apenas cúmplices, mas, também, amantes. Têm um tórrido e tumultuado romance gay.Esse enredo promete polemizar especialmente no território de intolerância e ódio das redes sociais, como aconteceu com as lésbicas octogenárias de ‘Babilônia’, em 2015.

Ainda está fresco na memória de todos a repercussão ruidosa do relacionamento – e da cena de selinho no primeiro capítulo – entre Teresa (Fernanda Montenegro) e Estela (Nathália Timberg). A reação furiosa de parte dos telespectadores suscitou uma proposta de boicote à novela de Gilberto Braga, Ricardo Linhares e João Ximenes Braga – os três, gays e ativistas contra a homofobia.

A indignação gerada pelo casal de idosas foi apontada, exageradamente, como principal causa do fracasso da produção no Ibope.

Em ‘De Volta Pra Casa’, o autor João Emanuel Carneiro, autor do sucesso ‘Avenida Brasil’ (2012) e da irregular ‘A Regra do Jogo’ (2015-2016), certamente tomará cuidado para evitar que apenas duas personagens coloquem em risco a novela inteira.

Afinal, uma campanha negativa nas redes sociais pode sim tirar valiosos pontos de audiência e, tão prejudicial quanto isso, desviar o foco de outras tramas, resumindo um trabalho artístico a apenas uma polêmica a respeito de comportamento sexual.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.