Foto: Elias Oliveira/JT
Foto: Elias Oliveira/JT

A Polícia Federal está novamente procurando o prefeito de Palmas, Carlos Amastha (PSB), para cumprir mandado de condução coercitiva – quando alguém é levado para depor – da operação Nosotros. Buscas estão sendo feitas nos endereços do prefeito na tarde desta quarta-feira (30). Amastha é investigado em uma suposta fraude em licitações para a construção do Bus Rapid Transit (BRT), no valor de R$ 260 milhões.

A PF já tentou cumprir o mandado no dia 10 deste mês, mas o prefeito estava em uma viagem pela Europa. No dia 22, o depoimento do prefeito foi suspenso depois que pediu para prestar os esclarecimentos em Brasília, no Tribunal Regional Federal da 1ª região.

Buscas já foram feitas no gabinete dele, na Secretaria de Meio Ambiente, e na sede da Prefeitura de Palmas. A assessoria do prefeito confirmou que ele está em Brasília. (G1)

 

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.