Um homem de 32 anos foi preso e uma adolescente de 13 apreendida suspeitos de invadir o prédio da Delegacia Especializada na Repressão a Narcóticos (Denarc) de Palmas e levar celulares, computadores e coletes a prova de balas. Conforme o registro da ocorrência, os dois são membros de uma facção criminosa e teriam recebido a missão de levar armas e drogas para municiar o grupo.

Os dois entraram na delegacia duas vezes, na madrugada de segunda-feira (14) e de terça-feira (15). O suspeito contou em depoimento que para entrar no local quebrou uma janela que dá acesso a cozinha. Na segunda invasão, eles chamaram um taxi para levar os objetos furtados.

Nesta terça-feira, a polícia conseguiu identificar os suspeitos através de imagens de câmeras de prédios vizinhos à delegacia. Após denúncias, os agentes chegaram até o homem em uma casa na 305 Sul, no centro da capital.

Durante a noite, ele foi avistado pelos agentes da Denarc, tentou fugir e entrou em luta corporal com um dos policiais, mas acabou sendo detido. Com o suspeito foram encontrados objetos furtados da delegacia, de acordo com o boletim de ocorrência.

Conforme o auto de prisão, o homem confessou que tinha entrado no prédio e contado com o apoio da menor de 13 anos, com quem vive junto e mantém relacionamento. O próximo alvo do suspeito seria a Delegacia de Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Na casa do suspeito foi encontrado 1 kg de maconha, além de dezenas de celulares, videogames, relógios, tablets e outros objetos. O suspeito tinha um mandado de prisão em aberto. Ele foi preso em flagrante e levado para a Casa de Prisão Provisória de Palmas. A adolescente foi apreendida.

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) se limintou a dizer “que a Polícia Civil já identificou a autoria sendo imediatamente solicitada a prisão e apreensão dos autores.”

Afirmou ainda que “todos os objetos subtraídos daquela Delegacia Especializada, foram recuperados e um inquérito policial foi instaurado para apurar as circunstâncias do ocorrido, bem como providências no sentido de reforçar a segurança das unidades policiais.” (G1)

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.