Madeira apreendida - foto: Elder Silva
Madeira apreendida – foto: Elder Silva

A Polícia Militar prendeu na tarde de domingo, 20, na Rodovia TO 420, Km 07, nas proximidades da cidade de Piraquê, três indivíduos que trafegavam em um caminhão com placa de Araguaína-TO, e transportavam madeira sem a devida documentação necessária. O passageiro do veículo portava uma arma de fogo tipo garrucha de fabricação artesanal não municiada.

Os policiais foram acionados via telefone funcional pelo gerente de uma fazenda, e receberam uma denúncia sobre a carga de madeira ilegal. De posse das informações os policiais conseguiram interceptar o caminhão e constataram que o motorista não estava com a documentação da carga. Durante abordagem aos três ocupantes do veículo os policiais localizaram na bolsa de um homem que estava de carona no caminhão, a arma de fogo.

Apreensão no norte do TO - foto: Elder Silva
Apreensão no norte do TO – foto: Elder Silva

O motorista do caminhão, o carona que portava a arma de fogo e o suposto proprietário da madeira foram conduzidos à Delegacia de Polícia para os procedimentos cabíveis. Uma equipe do Batalhão de Polícia Militar Ambiental – BPMA também foi acionada e realizou a confecção do auto de apreensão e infração da madeira e do caminhão.

Arma apreendida em Colinas

Ainda na noite do mesmo dia, na cidade de Colinas do Tocantins, a Polícia Militar apreendeu um indivíduo de 25 anos acusado de porte ilegal de arma de fogo. Em poder do suspeito os policiais apreenderam uma espingarda tipo escopeta, calibre 12, que ele transportava no interior de uma mochila.

O jovem foi abordado durante patrulhamento de rotina na Rua 15, Setor Santo Antônio, enquanto transitava em atitude suspeita com a mochila nas costas. Durante busca pessoal os policiais localizaram a arma de fogo dentro da mochila. O indivíduo foi preso e conduzido, juntamente com o material apreendido, à Delegacia de Polícia para os procedimentos legais cabíveis.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.