Deputado Wanderlei Barbosa (SD)
Deputado Wanderlei Barbosa (SD)

O deputado estadual Wanderlei Barbosa (SD) utilizou a tribuna da Assembleia Legislativa na última terça-feira, 22, para falar sobre a Operação da Polícia Federal, batizada como “Nosotros”, que investiga possíveis fraudes envolvendo o Prefeito de Palmas Carlos Amastha (PSB), na Licitação do Bus Rapid Transit (BRT).

Em maio de 2015 em uma reunião com moradores, fora falado que a prefeitura tentou desvalorizar os imóveis impactados por onde passaria o BRT. Segundo o deputado, os proprietários falaram que foram pressionados para que cedessem mais baratos os seus imóveis, a prefeitura aumentou a carga tributária, desvalorizando assim os imóveis, e com isso os moradores desistissem por não dar conta de pagar.

De acordo com Wanderlei, por se tratar de um possível convênio com verba federal, tem acompanhamento dos órgãos de controle, o Ministério Público Federal (MPF) e o Tribunal de Contas da União (TCU), que seguramente solicitaram a investigação na aplicação dos recursos, visto que, havia atitudes identificadas como ilícitas.

Para Wanderlei, a principal reclamação dos impactados pelo BRT é a desvalorização dos seus bens. Wanderlei disse que a investigação da PF atende os anseios da sociedade, e as pessoas impactadas poderão ter seus imóveis assegurados a preço de mercado imobiliário de Palmas.

Já na sessão desta quarta-feira, 23, entre os vários temas importantes discutidos, os debates giraram novamente em torno da Operação da PF.  Para Wanderlei o prefeito precisa esclarecer à polícia o que esta sendo questionado na investigação, ele precisa explicar para as pessoas o porquê dessa reclamação e investigação.

O deputado espera que a operação ouça quem teve seus imóveis impactados por onde passaria o BRT. “Eu espero que a PF possa chegar a um afunilamento dessas informações, que a linha tomada pela polícia possa nos responder sobre as várias dúvidas já feitas e possa alimentar essa casa quanto a isso, porque somos os fiscalizadores dos recursos desse Estado”, disse.

Wanderlei disse ainda que apoia a CPI sugerida pelo deputado Ricardo Aires para discutir a ocupação territorial de Palmas e também o BRT. O parlamentar afirmou que apoia toda e qualquer atitude de fiscalização, que preservar a boa aplicação dos recursos públicos é importante.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.