Prefeito de Praia Norte, Jader Pinheiro
Prefeito de Praia Norte, Jader Pinheiro

O Ministério Público Estadual (MPE) ingressou com Ação Civil Pública (ACP) contra o município de Praia Norte visando forçar a administração local a pagar os salários de servidores públicos dos quadros da Saúde e da Educação, referentes aos meses de setembro e outubro, que estão em atraso.

Na ACP, ajuizada na quarta-feira, 28, o Promotor de Justiça Paulo Sérgio Ferreira de Almeida pede que seja concedida liminar obrigando a administração a quitar o débito no prazo de dois dias e, se houver o descumprimento dessa decisão, que sejam bloqueadas judicialmente verbas do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), do Fundo de Saúde (FUS) e do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), a fim de garantir o pagamento dos servidores.

A Promotoria de Justiça alega não ser pertinente a justificativa da ausência de recursos financeiros, já que inúmeros outros municípios estão passando por dificuldades sem, por isso, atrasar o pagamento do seu pessoal. Também destaca que nos meses de setembro e outubro, nos quais não foram pagos os salários, o município recebeu cerca de 1.123.000,00 em transferências da União e do Estado, referentes aos repasses de fundos e das parcelas de impostos.

O Promotor de Justiça informa na ACP que colheu, anteriormente, depoimento do secretário de finanças do município, o qual se comprometeu a regularizar o pagamento dos servidores. Porém, os atrasos persistem. Também cita que diversos funcionários do município procuraram a Promotoria de Justiça e relataram que estão com contas de água, energia e telefone em atraso, além de terem seus nomes inseridos na lista de inadimplentes dos serviços de proteção ao crédito, em decorrência do não recebimento de salários.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.