Com R$ 654 mil arrecadados, 4ºLeilão Pecuária Solidária bate recorde em Araguaína
Com R$ 654 mil arrecadados, 4ºLeilão Pecuária Solidária bate recorde em Araguaína

A cidade de Araguaína foi sede neste domingo, 1º, de uma edição histórica do Leilão Pecuária Solidária. O projeto que une os diversos segmentos do agronegócio do Brasil arrecadou R$ 654 mil. Os números apontam para um crescimento de 51% em relação a primeira edição em 2009, na cidade de Gurupi. O balanço oficial foi divulgado na manhã desta terça-feira, 3.

 
“O espírito solidário da sociedade de Araguaína mais uma vez se fez presente”, comemorou o realizador do projeto, o leiloeiro Eduardo Gomes. Cerca de 800 pessoas compareceram à sede do Sindicato dos Produtores Rurais de Araguaína. O leilão teve duração de mais de oito horas.  “A cada edição estamos registrando crescimento não só na arrecadação, mas sobretudo em novas  adesões e engajamento de novos parceiros.” 
 
A primeira edição, em Gurupi, arrecadou R$ 400 mil. Em 2011, em Palmas, captou R$ 500 mil. Já em Paraíso do Tocantins, no ano de 2013, a arrecadação foi de R$ 595 mil. Segundo ele, após abater os custos para a realização do evento, o saldo líquido será repassado as entidades assistenciais que cuidam de pessoas carentes do Tocantins, Pará e Goiás.
 
No dia 17 de dezembro, em Araguaína, será feita a prestação de contas e apresentação do balanço final, com a destinação dos valores para as entidades, conforme o investimento definido entre os representantes das beneficiadas e organização do projeto. 
 
CORRENTE DE DOAÇÕES
 
Característica do Leilão Pecuária Solidária, a compra de  animais e de outros bens são em grande parte destinados novamente para serem apregoados. Esta atitude foi responsável para que um único reprodutor Nelore que abriu o leilão, e doado pelo cantor Leonardo, acumulasse R$ 143 mil em lances sucessivos. “É uma demonstração de que o objetivo não é realizar um negócio e sim  em colaborar”, disse o realizador do evento, o leiloeiro Eduardo Gomes.
 
As iniciativas do cantor Leonardo já são responsáveis por  por acumular  R$ 480 mil para o projeto. Foi dele também a primeira doação desta quarta edição: R$ 82 mil, resultado de seu show beneficente, em setembro, na cidade. Na oportunidade, ele abriu mão do cachê. As irmãs do cantor, Carmem e Fátima, que administram a Casa de Apoio São Luiz, em Aparecida de Goiânia, entregaram o cheque simbólico do valor da doação.
 
Produtores e empreendedores rurais de seis Estados adquiriram os mais de 100 animais e centenas de produtos e equipamentos agropecuários. Outro destaque foi o leilão de um veículo. O empresário Rossine Aires Guimarães foi o comprador da camionete L200 Triton, doada pela Marca Motors, revendedora da multinacional Mitsubishi. O veículo arrematado por R$ 107 mil e a confirmação de outra venda para o pecuarista Divino Cabral, possibilitou a empresa doar R$ 38 mil ao leilão.
 
PARCEIROS
 
Ao abrir a coleta de lances, Eduardo Gomes fez questão de destacar a parceria para que a quarta edição fosse realizada na cidade. “A união de todos os envolvidos na captação de doações e recursos, na organização, divulgação e realização do leilão traz para esta iniciativa a certeza que não existe absolutamente nada que não possamos realizar quando a fé, a perseverança e o amor sejam os nossos horizontes”, disse.
 
Eduardo Gomes, que citou o engajamento do Sindicato dos Produtores Rurais, do Rotaty Clube, da Associação Comercial e Industrial (Aciara) e Lojas Maçônicas, parceiras do evento. “Uma comunhão de propósitos que nos sinalizou o cenário que hoje encontramos: um  ambiente onde a prioridade de se fazer o bem está acima de quaisquer outros interesses”, disse.
Na abertura, o leiloeiro foi contemplado com o título de “Mérito Rotário”, pelo clube de serviço de Araguaína. Conforme o certificado entregue pela presidente do Rotary Club de Araguaína, Marilene de Carvalho, o título se deve aos benefícios “às entidades e por sua destacada atuação profissional, ética e valorização da pessoa humana, desprendimento e por participar do ideal de servir”.
 
ENTIDADES
 
Representantes das entidades que receberão parte da arrecadação participaram do evento. Para Emília dos Santos Souza, presidente da Associação Tra Noi, de Araguaína, a doação é “uma preciosidade”. “A necessidade nossa é grande, sobrevivemos só de doações. Uma ajuda dessa é muito bem-vinda”, disse. O dinheiro será usado para a reforma da cozinha. Segundo ela, a entidade atende atualmente 70 pessoas, em média, por dia, a maioria que vem ao município para tratamento oncológico.
Já a coordenadora da Casa de Acolhimento Ana Caroline, em Araguaína, a colaboração será vital para melhorar o atendimento as 26 às crianças que vivem na entidade. “Vamos usar o dinheiro para a compra de mobiliário. Além da doação, que é importantíssima, ganhamos muito com a participação no leilão porque dá mais visibilidade à entidade, atraindo mais colaboradores.”
 
As entidades beneficiadas nesta edição são: Banco de Leite do Hospital Dom Orione; Casa das Meninas Ágape; Casa de Acolhimento Ana Carolina Tenório; Lar do Idoso Cantinho do Vovô; e Casa de Passagem “Tra Noi”. Ainda serão beneficiadas: APAEs de Guaraí e Dois Irmãos; creches Maria Madalena e Irmã Dulce, de Gurupi; Casa do Caminho, de Paraíso; Fazenda da Esperança, de Porto; Casa de Apoio São Luiz (Aparecida de Goiânia) e Centro de Convivência dos Idosos, de Xinguara, no Pará.
 
RECONHECIMENTO 
 
Em seu pronunciamento, o presidente do Sindicato Rural, Roberto Paulino, destacou a importância de Araguaína ser sede do evento de cunho social. “Quem doa nunca perde. Não olhem o valor, mas sim o quanto a sua doação irá ajudar, pediu aos participantes.
 
Para o prefeito de Araguaína, Ronaldo Dimas, o evento se torna referência para o Brasil. “O agronegócio gera empregos e oportunidades em Araguaína, que é a capital do boi gordo, a capital econômica do Tocantins. E este projeto é uma marca da solidariedade do produtor em todo o Brasil”, disse.
 
Representando o governo do Estado, o secretário de Articulação Política, Paulo Sidnei, falou da importância do projeto. “É uma campanha maravilhosa. Por meio da pecuária, você mostrou a todos nós o sentimento humano”, disse, em referência a Eduardo Gomes.
Leilao Pecuaria Solidaria Araguaina 2 Leilao Pecuaria Solidaria Araguaina 3 Leilao Pecuaria Solidaria Araguaina 4 Leilao Pecuaria Solidaria Araguaina 5 Leilao Pecuaria Solidaria Araguaina 6 Leilao Pecuaria Solidaria Araguaina 8

 

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.