Michele de Sousa Teixeira

A Polícia Civil em Augustinópolis efetuou na última quarta-feira, 4, a prisão em flagrante de Michele de Sousa Teixeira, pela prática dos crimes de desacato e resistência.

De acordo com a polícia, a mulher, ao avistar os agentes policiais daquela Unidade Policial em diligências dentro da viatura da Polícia Civil, gesticulou com o dedo médio em direção aos servidores públicos, que estavam no exercício regular de suas funções.

Conforme a polícia, em seguida, após ser indagada por um dos policiais civis o motivo do gesto, a mulher respondeu de forma exaltada que estava na porta de sua residência e que lá poderia fazer o que quisesse, passando a denegrir os agentes que lá se encontravam.

De imediato foi dada voz de prisão pelo crime de desacato, porém a autuada ingressou em sua residência e vários familiares presentes no local impediram a sua imediata condução à Delegacia de Polícia Civil.

Por tais razões, os agentes policiais resolveram retornar à Unidade Policial para chamar reforço, sendo que, na sequência, coordenados pelo Delegado de Polícia Civil Jacson Wutke, retornaram ao local dos fatos e após forte resistência da autuada conseguiram lograr êxito em sua prisão em flagrante.

As diligências preliminares apontam, ainda, que a mulher presa em flagrante delito é integrante da facção criminosa denominada Comando Vermelho e já responde processo criminal pela prática do crime de tráfico de drogas.

Segundo o Delegado Jacson Wutke, a Polícia Civil do Estado do Tocantins não admitirá qualquer ofensa ou ameaça, velada ou ostensiva, fundada ou infundada, direcionada às autoridades e aos servidores públicos no exercício regular de suas funções, principalmente em desfavor daqueles que diuturnamente arriscam as suas próprias vidas para proteger o nosso povo.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.