Evento da OAB em Guaraí

Em mais uma edição do projeto OAB em Campo, a advocacia de Guaraí, e da cidade vizinha Colmeia, recebeu benefícios, teve conversa franca e direta com a diretoria da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil no Tocantins), participou de três palestras e encaminhou reivindicações e pedidos à Seccional. As atividades ocorreram nestas segunda-feira e terça-feira, 2 e 3 de outubro, respectivamente.

Além de um evento com três palestras e uma roda de conversas com os advogados e advogadas, a comitiva do OAB em Campo ainda visitou cinco escritórios, sendo três em Guaraí e dois em Colmeia. Nestas visitas, o próprio presidente da OAB-TO, Walter Ohofugi, o secretário-geral, Célio Henrique Magalhães Rocha, o procurador-geral de Defesa de Prerrogativas e presidente da Caato (Caixa de Assistência ao Advogado do Tocantins), Marcelo Cordeiro, junto com o presidente da OAB Guaraí, José Teles, ouviram as demandas, os anseios e dificuldades dos colegas.

No OAB em campo, com o lema “Em Dia com a Advocacia”, a OAB leva a Ouvidoria, Procuradoria de Defesa de Prerrogativas, a diretoria da instituição (incluindo a Presidência), Caato, ESA (Escola Superior de Advocacia), TED (Tribunal de Ética e Disciplina), conselheiros seccionais, conselheiros federais, o setor Administrativo/Financeiro e a Assessoria de Comunicação para atender diretamente as necessidades dos advogados e advogadas do interior do Estado.

Entre os benefícios entregues nesta edição, a subseção de Guaraí recebeu mobiliários, equipamentos e pintura. Já a sala da advocacia no Fórum de Colmeia foi restaurada e equipada. “Esse contato com a advocacia do interior é importantíssimo. Criamos o programa para valorizar a advocacia como um todo”, ressaltou o presidente Ohofugi. Os equipamentos são comprados em parceria com a Caato.

Palestras

Na segunda-feira, a noite foi com três palestras, em evento realizado na Câmara Municipal. Nelas, a secretária-geral-adjunta da OAB-TO, Graziela Reis, falou sobre “Profissionalização da Advocacia”; o procurador-geral de Defesa de Prerrogativas e Valorização da Advocacia, Marcelo Cordeiro, ministrou sobre “Criminalização da Advocacia” e o advogado Wilson Roberto Caetano contou a história da Subseção da cidade, com a palestra “Histórico do Processo de Instalação da Subseção de Guaraí”. O ciclo de palestras foi certificado pela ESA.

Todas as palestras foram muito aplaudidas pelos presentes. Durante os debates, Graziela falou da digitalização cada vez maior do Direito, que não pode ser feita sem a participação da advocacia. Ela respondeu uma pergunta sobre um sistema advocatício artificial que já é usado na Inglaterra. Na sequência, Graziela defendeu a união entre os advogados e as advogadas, destacando que a OAB tem que atender as peculiaridades de cada região na medida do possível, para evitar que os grandes escritórios de fora tomem o mercado por meio de cartéis. “Estou muito preocupada com essa situação. Temos que ser uma classe unida e preservar os advogados e advogadas locais”, destacou.

Por sua vez, Cordeiro falou do momento difícil que a advocacia enfrenta no Brasil, com os profissionais tendo prerrogativas violadas e o direito de defesa sendo suprimido. “Apesar dos problemas, temos solução e saída. Advocacia fez muitos enfrentamentos no passado e vamos seguir fazendo”, ressaltou Cordeiro.

Já Wilson Caetano fez um relato detalhado da criação da OAB em Guaraí. A entidade acabou de completar 27 anos de vida. Quando criada, tanto na primeira gestão, quanto na segunda, do próprio Wilson, tinha o escritório do presidente como sede. Ele também falou de outras dificuldades até a consolidação.

Escritórios

No dia seguinte, a manhã se iniciou com uma reunião com os advogados e advogadas de Colmeia e a entrega da nova sala no Fórum. Depois, foram visitados os escritórios de Amilton Ferreira Oliveira e Hernani de Melo Mota Filho. Os dois advogados se disseram muito honrados em estar recebendo a comitiva da Ordem.

À tarde, em Guaraí, foram visitados outros três escritórios. O primeiro de Catia Pessoa de Sousa e Vagna Carla Alves Costa, o segundo de Greyciane S. De Assis e o terceiro de Wilson Roberto Caetano. Um dos pioneiros na advocacia de Guaraí, Wilson Roberto elogiou muito a iniciativa da Ordem, destacando que a programação foi muito bem feita e realizada. “Repercutiu maravilhosamente bem, porque tivemos a oportunidade de registrar nossas necessidades. Trouxe uma grande aproximação dos profissionais de Guaraí e Colmeia. Faz 28 anos que sou advogado aqui em Guaraí e nunca havia sentido essa amizade, essa atenção da Seccional com os advogados do interior”, frisou.

Reunião

No final do dia, foi feita uma reunião com os profissionais da advocacia de Guaraí. No encontro, os advogados e advogadas falaram das varas e instâncias que estão tendo problemas e pediram a intervenção da OAB. Nos próximos dias, a OAB vai encaminhar reuniões com as autoridades para resolver os problemas.

“Para nós foi muito positivo. Tivemos oportunidade de inaugurar uma sala em Colmeia, com móveis novos. Ao mesmo tempo, a Secional pôde apresentar seu projeto aos colegas. Advogo aqui há 18 anos e essa é primeira vez que vejo a preocupação da Seccional em apoiar o advogado do interior”, frisou José Teles, após finalizar a reunião.

 

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.