Prestigiado por membros da comunidade acadêmica de todas as regiões tocantinenses, o lançamento da candidatura de Frank Tamba para a reitoria do Instituto Federal do Tocantins (IFTO) na noite dessa quarta-feira, 11, foi marcado pela discussão sobre significativa mudança na visão, rumos e participação da instituição no processo de desenvolvimento do Estado. “O que acontece aqui hoje é um marco do futuro que todos nós estamos construindo para o IFTO, principal responsável pela formação da mão-de-obra técnica do Tocantins e que por isso deve se envolver, diretamente, no processo de desenvolvimento do Estado”, disse Tamba.

Em seu pronunciamento, ele reafirmou os compromissos, elencou propostas e ratificou a garantia de atuar para transformar o IFTO na melhor instituição de ensino do Tocantins.  “Como? Mudando, mas uma mudança com confiança e responsabilidade, com atuação não só cada vez mais pela melhoria da qualidade de ensino aos estudantes, valorização dos professores e técnicos, infraestrutura e condições de trabalho, mas também inserir o IFTO como braço importante das principais discussões, projetos e ações voltadas ao crescimento do local onde vivemos”, complementou Tamba, candidato pela chapa 20 “Confiança na Mudança”.

Com 11 campi em pleno funcionamento e pólos de educação à distância, em termos  estruturais o IFTO é, de fato, uma das maiores instituições de ensino do Tocantins. São mais de 60 cursos ofertados, com nível médio, superior e técnico.

MANIFESTAÇÕES DE APOIO

A votação para a escolha do novo reitor acontece no dia 7 de novembro. Durante o lançamento da campanha foram apresentados os diretores dos campus do IFTO no interior. Houve também muitas manifestações de apoio e de confiança na capacidade técnica, experiência e conhecimento de gestão, perfil empreendedor e condição de Tamba de recuperar o trabalho de relação institucional do IFTO com outros órgãos, instituições e entidades estaduais e federais, que visam propor parcerias em benefício do instituto.

Há 23 anos no IFTO, a técnica administrativa Meire Mota destacou, por exemplo, a atuação de Tamba no período que dirigiu o SEBRAE em Araguatins, no extremo norte do Estado e também frente ao Campus Palmas.  “Sempre acreditei no caráter e postura do Frank como pessoa e diretor. Tem a minha confiança e sei que fará a mudança que a gente quer e o IFTO precisa. Frank tem o reconhecimento do IFTO em todo o Estado”, disse.

Para o professor de sociologia do campus de Dianópolis, Stânio Vieira, há necessidade de mudança na perspectiva da democracia do IFTO. “Precisamos neste momento de um reitor que possa de fato ter compromisso com o social e democratizar o Instituto Federal do Tocantins. Frank tem essa condição. São perspectivas de aproximar a discussão com os técnicos, estudantes e professores. Isso é muito bom para a formação de uma comunidade inclusiva, participativa, que são os objetivos do instituto”, disse.

Já o aluno do terceiro ano de Agronegócio do ensino médio do IFTO,  Alailson Aguiar, manifestou apoio a Frank Tamba por seu compromisso de apoiar projetos e iniciativas que visem dar aos alunos, além da melhoria na qualidade de ensino, apoio a iniciativas culturais e esportivas. “Temos conhecimento da preparação e, especificamente sobre os estudantes, sabemos dos projetos relacionados aos estudantes. Como reitor, vai ajudar os alunos e o Grêmio Estudantil a implementar ações voltadas à cultura, lazer, intercâmbio com participação em eventos e discussões em outros institutos do país, enfim. Temos a total segurança sobre o voto em Tamba”, disse ele, que é também presidente do Grêmio estudantil do IFTO.

QUEM É FRANK TAMBA

Doutor em sociologia, engenheiro agrônomo e pedagogo por formação, Tamba possui ampla experiência tanto dentro do IFTO como em outros órgãos. De 1996 a 2004, foi analista do Sebrae em Araguatins, na região norte do Estado. Técnico na Assessoria de Planejamento (Asplan) nos anos de 1993 a 1996. Já no IFTO, em 2006 assumiu a coordenação da área de gestão da antiga Escola Técnica Federal de Palmas e entre 2007 e 2008, foi diretor e gerente de relações empresariais e comunitárias (Gerec). Em 2009, tornou-se primeiro diretor pró-tempore do Campus Palmas/IFTO.

Ele percorre o interior e mantém discussões no campus da capital com professores, técnicos e estudantes sobre suas propostas e projetos e mudança para o IFTO. A receptividade ao nome de Tamba ganha cada vez mais força e apoio, com engajamento de toda a comunidade acadêmica.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.