O governador Marcelo Miranda frisou que o setor de segurança pública precisa ser tratado com precisão, inteligência e prioridade, em respeito ao cidadão e à ordem pública. A declaração foi feita durante cerimônia de encerramento dos cursos de formação profissional para os cargos de Delegado de Polícia Civil, Perito Criminal e Médico Legista, na noite desse sábado, 29, no auditório do Palácio Araguaia.

Ao parabenizar os novos profissionais da Polícia Civil, Marcelo Miranda disse que a cerimônia mostra a superação de obstáculos e o empenho do Governo do Estado em tratar o setor de segurança pública como prioridade.

O secretário de Estado da Segurança Pública, César Simoni de Freitas, destacou a qualidade do grupo que conclui os cursos e a importâncias desses novos profissionais para o Tocantins. “É um grupo altamente qualificado, que vai contribuir muito. Nós acreditamos nessa geração que está chegando”, destacou.

O diretor da Academia de Polícia do Tocantins (Acadepol), delegado Marcelo Falcão, explicou que a rotina do curso foi intensa, com disciplinas teóricas e práticas 100% voltadas à atividade da Polícia Judiciária e com foco no atendimento de excelência ao cidadão.

O curso

Desta segunda etapa, que consiste no curso de formação, participaram 225 candidatos aos cargos de Delegado de Polícia, Perito Criminal e Médico Legista. O curso teve início no dia 12 de setembro e foi realizado em 45 dias, em regime semi-internato, com aulas no período integral.

O concurso

O edital do concurso da Polícia Civil foi publicado em 2014 e retomado no governo Marcelo Miranda. Foram oferecidas 515 vagas para provimento nos cargos de Delegado, Agente de Polícia, Escrivão de Polícia, Papiloscopista, Agente de Necrotomia, Médico Legista e Perito Criminal.

Uma nova etapa de formação está prevista para os cargos de agente de polícia, escrivão de polícia, papiloscopista e agente de necrotomia.

 

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.