Bairro Neblina
Bairro Neblina

A água pluvial, decorrente das chuvas, não deve ser direcionada, de forma alguma, para a rede pública de coleta de esgotamento sanitário. Essa orientação parece simples, mas se não seguida pode ocasionar enormes transtornos para a população além de danos ao meio ambiente. A Odebrecht Ambiental | Saneatins, concessionária responsável pelo serviço em 47 cidades do Tocantins, ainda lembra aos moradores sobre a importância de não jogar lixo na rede de esgoto.

Segundo Sandra Leal, gerente regional da empresa, a rede de coleta de esgoto tem um objetivo específico e que deve ser respeitado. “Essa rede é dimensionada para coletar apenas o esgoto gerado a partir da água tratada fornecida. Ao direcionar para o sistema de esgoto água de chuva, que vem sempre em um volume muito acima do suportado pela rede, aumenta-se drasticamente o risco de extravasamentos e vários outros transtornos”, diz.

Além disso, a própria eficiência do tratamento de esgotamento sanitário é afetada pela diluição ocasionada pela água das chuvas.  “O tratamento tem parâmetros específicos para uma quantidade prevista de esgoto.Com a água da chuva estes parâmetros são alterados e a eficiência do tratamento pode ser afetada”, pontua Sandra.

Todos os moradores que fazem sua ligação residencial à rede de esgoto são orientados a fazê-la da maneira correta, entretanto, não é difícil encontrar residências onde existam ligações internas que direcionam a água de chuva direto para a rede.

Danos causados à rede, como a quebra das tampas de concreto dos Poços de Visita (PV) também contribuem para ocorrências de extravasamento de esgoto. Situações como esta devem ser relatadas à concessionária, via 0800 6440 195, para a realização das manutenções.

Lixo

Além das chuvas, o lixo que é jogado na rede de coleta de esgoto ocasiona entupimentos e agrava o problema. “Nenhum tipo de material pode ser direcionado à rede de coleta de esgoto. Todos os ralos, pias e outros pontos de coleta de água na residência precisam contar com uma rede para evitar que plásticos, papéis, e outros materiais acabem indo para a rede”, lembra Sandra que esclarece “isso sem contar o óleo de cozinha, um dos maiores vilões, esse deve ser reservado e nunca despejado na rede de esgoto”.

 

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.