A campanha Outubro Rosa tem como objetivo conscientizar a sociedade sobre a prevenção e o diagnóstico precoce do câncer de mama.  No Tocantins, escolas da rede estadual aderiram à causa e estão auxiliando na divulgação das informações que podem ajudar a salvar vidas.

Uma dessas unidades de ensino é a Escola Presbiteriana de Colinas, que está realizando ações com servidores e estudantes relacionadas à campanha. Nesta semana, um grupo de alunos e servidores está percorrendo as dependências da instituição para divulgar a campanha. A ação foi idealizada pela coordenadora de Programas e Projetos da unidade de ensino, Aldean Abreu, e a monitora escolar Cláudia Fernanda.

De acordo com a diretora da Escola Presbiteriana, Geraldina Lopes da Paixão Costa, a iniciativa de envolver os estudantes “tem como meta fazer com que eles sejam multiplicadores da campanha, levando para seus familiares e amigos informações sobre o câncer de mama e ajudando a combater a mortalidade e mulheres acometidas pela doença”.

Diagnóstico precoce

A auxiliar de secretaria da unidade escolar, Cleonice Maria Lima Barros, já teve câncer de mama. Para ela, a campanha Outubro Rosa é de “extrema importância” por alertar as mulheres sobre a doença. “Na época que descobri não havia tanta informação sobre o câncer de mama e, principalmente, orientações da necessidade da prevenção e o diagnóstico precoce. Nem se falava de autoexame”, conta.

Segundo Cleonice, a iniciativa da escola em envolver os estudantes na divulgação da campanha é de grande relevância. “Acho importantíssimo que as pessoas conheçam o que é o câncer de mama e como ele é comum entre as mulheres. Esses alunos que estão aprendendo mais sobre a doença vão levar as informações para suas casas e chamar a atenção para que as mulheres façam o autoexame, a mamografia, e que, se tiverem câncer, elas possam, assim como eu, se tratar enquanto há tempo”, ressalta.

Sobre o Câncer de Mama

Os principais sinais e sintomas do câncer de mama são: caroço (nódulo) fixo, endurecido e, geralmente, indolor; pele da mama avermelhada, retraída ou parecida com casca de laranja; alterações no bico do peito (mamilo); pequenos nódulos na região embaixo dos braços (axilas) ou no pescoço e saída espontânea de líquido dos mamilos.

Prevenção

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), hábitos como praticar atividade física, alimentar-se de forma saudável, manter o peso corporal adequado, evitar o consumo de bebidas alcoólicas e amamentar podem reduzir em até 30% o risco de desenvolver câncer de mama. O Inca ainda orienta a realização do autoexame e do exame clínico das mamas a partir dos 50 anos.

O câncer de mama também pode acometer homens, mas é raro. Os registros do Inca mostram que somente 1% dos cânceres de mama atingem pessoas do sexo masculino, ou seja, a cada 100 diagnósticos novos de câncer de mama, 99 são em mulheres e apenas um em homens.

 

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.