A representante do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), Márcia Rodrigues, visitou nesta terça-feira,11, a Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc) para apresentar à professora Wanessa Sechim, titular da Pasta, projetos desenvolvidos pelo Sistema que buscam a parceria com gestores públicos.

Durante a reunião, que aconteceu no gabinete da secretária Wanessa Sechim, Márcia Rodrigues, diretora do Senai, apresentou, dentre as inúmeras ações, o Projeto Vida e Trabalho, que busca apoio da Educação Estadual para continuar em 2017.

“São ações conjuntas, e o Projeto Vida e Trabalho tem como foco o aluno do ensino médio, para que, por meio de formações, possamos qualificar os jovens e assim inseri-los no mercado de trabalho”, disse a diretora.

Márcia Rodrigues explicou ainda que atualmente o Senai trabalha com mais de 200 cursos em 17 áreas tecnológicas, e que eles são oferecidos de acordo com a necessidade de cada região. De acordo com o Estatuto, há a obrigatoriedade de o Senai ofertar 66% do orçamento em formações gratuitas.

As formações acontecem nas cinco unidades do Senai, que estão localizadas em Palmas, Taquaralto, Paraíso, Araguaína e Gurupi. Nos postos avançados de Porto Nacional, Colinas e Xambioá, onde os municípios sedem o espaço para que os professores possam ministrar as formações. Além das unidades móveis, que são veículos equipados para atender nos municípios.

“Caberá à Seduc direcionar os alunos para a formação, bem como auxiliar neste processo de identificação das reais demandas dos municípios, na cessão de unidades escolares para que as formações sejam ministradas”, frisou a diretora do Senai, que ressaltou ainda que dentre os trabalhos existem os voltados para os profissionais, como formação para merendeiras, sobre manuseio na prática alimentar, dentre outras.

Durante o encontro, a secretária Wanessa Sechim demonstrou entusiasmo na implementação dos projetos. Ressaltou a “importância das parcerias para que Educação trabalhe a expansão do conhecimento e o aprendizado dos alunos, assim como formação dos profissionais envolvidos neste processo”.

A titular da Pasta agradeceu a iniciativa da diretora e frisou a necessidade de um diagnóstico da educação profissional no Tocantins, entre as instituições que a ofertam no Estado. No caso da Seduc, conforme Wanessa Sechim “é preciso conhecer nossas demandas nos municípios, nossos desafios, assim como é importante que conheçamos a capacidade de oferta do Senai e outros parceiros que ofertam cursos e oferecem laboratórios e condições de proporcionarmos o conhecimento, associando teoria e prática na qualificação de nossos jovens e adultos tocantinenses, e realmente entregando ao mundo do trabalho jovens preparados para atender a demanda e alavancar o desenvolvimento do nosso Estado”, frisou a secretária.

Encaminhamentos

Do encontro, ficaram definidos alguns encaminhamentos como o agendamento de reunião com entidades ligadas à Federação das Indústrias do Estado do Tocantins (Fieto) – Sesi, Senai e Iel; à Federação do Comércio do Estado do Tocantins (Fecomércio) – Sesc, Senac e Instituto Fecomércio e à Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Tocantins (Faet) – Senar, bem como o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Tocantins (IFTO) e Ministério do Trabalho e Emprego. O objetivo é realizar o levantamento e a apropriação do diagnóstico da educação profissional no Tocantins para a revisão do Planejamento Estratégico da Seduc para 2017/2018, “para que juntos possamos oferecer uma educação de qualidade para todos”, completou a professora Wanessa Sechim.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.