Em sessão na Câmara de Vereadores de Colinas foi aprovada, por unanimidade, na última segunda-feira, 20, a Fundação Cultural do município. A autoria da proposta é do vereador Marceli Rodrigues de Amorim, com a justificativa de que o município necessita implementar as políticas públicas voltadas a inclusão cultural.

Com o apoio da classe, o vereador decidiu batalhar pela instituição que, para ele, vai movimentar a cultura local na região Norte. De acordo com o vereador, a intenção é que Colinas tenha um espaço adequado para receber produções culturais de qualidade, tanto em nível municipal, quanto estadual, nacional e até internacional. “O nosso desejo é fazer de Colinas uma cidade desenvolvida culturalmente”, comenta.

A aprovação faz parte de uma mobilização da Federação de Teatro do Estado do Tocantins (Fetet), intitulada projeto Corredor Cultural 153, que solicita a criação de espaços públicos para o teatro na região. Durante a sessão, estiveram presentes os atores Paulo Egídio e Pedro Lima, membros da Fetet.

Para o presidente da Fetet, o ator Nival Correia, este é apenas o começo de uma luta que clama por mais incentivos para a área no Tocantins. “Colinas já deu o seu primeiro passo e este já é um grande avanço. Estamos agora na luta para estruturar grupos e espaços em Guaraí e outras cidades da região”, adianta o presidente.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.